Em pleno inverno, Belo Horizonte registrou o pico de 33,7°C nesta quarta-feira (4) por volta das 14h, a temperatura mais alta da estação neste ano. Já a mínima registrada foi de 18,2°C. A boa notícia é que não há previsão de o termômetro marcar temperaturas mais altas do que esta nos próximos dias. 

Além disso, a massa de ar seco que paira sobre o Estado, motivo do calorão dos últimos dias, já está perdendo a intensidade, segundo o meteorologista Claudemir Azevedo, do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).  

O dia mais quente do inverno em BH e região metropolitana até então, havia sido essa terça-feira (3), quando os termômetros marcaram 33,6°C.  A estação começou no dia 21 de junho e perdura até o dia 23 deste mês, quando começa a Primavera. Já a temperatura recorde do ano foi de 35°C no dia 3 de fevereiro, quando era Verão. 

Não há previsão de chuva para os próximos dias, mas com o enfraquecimento da massa de ar seco, o calor deve diminuir. Nesta quinta-feira (5), por exemplo, a previsão é que a temperatura não passe dos 30°C. Já no fim de semana, ela deve chegar somente até os 27°C. 

O calor fez até mesmo as cidades de Maria da Fé e Monte Verde, no Sul de Minas, conhecidas por suas baixas temperaturas, perderem temporariamente o posto de cidades mais geladas do Estado. A temperatura mínima registrada em Minas nesta quarta foi de 11,1°C em Conceição do Mato Dentro, na região Central do Estado. Já a máxima foi registrada foi de 38,3°C em São Romão, no Norte mineiro. 

Alerta

A Defesa Civil de Belo Horizonte emitiu um alerta de baixa umidade nesta quarta, data em que o índice de umidade oscila entre 12% e 20%, nível muito abaixo do recomendado para a saúde humana, que é de, no mínimo, 60%, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). 

Leia mais:

Secura predominará em setembro com temperatura acima da média
Calor intenso e tempo seco em BH devem durar pelo menos até sexta; veja como se proteger
Minas já registra quase 9 mil incêndios neste ano, 30% mais do que em 2018