Começa na próxima segunda-feira (7), em Belo Horizonte, a Semana de Vacinação Antirrábica Animal. A cidade volta a oferecer a vacina de forma gratuita, após suspender a campanha em 2019 pelo não recebimento de doses suficientes por parte do Ministério da Saúde. A imunização tem o objetivo de manter o controle da raiva na cidade e ocorre até dia 12 de dezembro, com exceção do dia 8, feriado na capital.

Por conta da pandemia do novo coronavírus, os dias para imunização foram ampliados para que se evite a aglomeração de pessoas. Serão cerca de 250 postos de vacinação em todas as regionais da cidade, incluindo todos os 152 Centros de Saúde. Todos os locais estão disponíveis no site da Prefeitura.

Cães e gatos a partir de três meses de idade, gestantes ou não, e que ainda não foram vacinados em 2020, devem receber a dose. Recomenda-se que os animais estejam contidos por correntes ou guias e, de preferência, conduzidos por adultos. Felinos devem ser levados em gaiolas ou transportadores.

Depois de vacinados, os animais não devem ser submetidos a esforços físicos e precisam ser mantidos em casa na sombra, com água e alimentação disponíveis.

A doença

A raiva é fatal, causada por um vírus que acomete mamíferos como cães e gatos, bois, cavalos, porcos, morcegos e humanos. A doença é transmitida principalmente pela mordida, mas também por arranhões, unhadas ou lambidas de animais contaminados. Por isso, eles devem ser vacinados todos os anos.

Belo Horizonte não registra casos da doença em humanos desde 1984, e em cães desde 1989. O vírus, porém, segue em circulação na capital. Até outubro, oito morcegos contaminados foram capturados. Para manter a situação sob controle é preciso que pelo menos 80% dos cães e gatos sejam vacinados.

Leia mais:
Pesquisa da UFMG avalia a saúde mental da população em meio à pandemia; voluntários são recrutados
Pessoas difíceis são o tema de livro da psicoterapeuta Simone Demolinari