Norte de Minas ganha ponte de mais de 1 km sobre o Rio São Francico; obras começam em 2022

Da redação*
portal@hojeemdia.com.br
16/12/2021 às 16:01.
Atualizado em 29/12/2021 às 00:33
 (Seinfra / Divulgação)

(Seinfra / Divulgação)

A rodovia MG-402, entre São Francisco e Pintópolis, no Norte de Minas, receberá uma ponte de 1.120 m de extensão e 13,8 m de largura sobre o Rio São Francisco. Nesta quinta-feira (16), a Secretaria de Estado de Infraestrutura e Mobilidade (Seinfra) e o Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem (DER-MG) publicaram o edital para execução das obras, que têm investimento estimado em cerca de R$ 113 milhões.

Segundo o Governo de Minas, os recursos são provenientes do Termo de Reparação assinado com a mineradora Vale, em decorrência do rompimento da barragem de Brumadinho em 2019. 

No trecho que receberá a ponte, considerada uma das mais extensas do Estado, a travessia do São Francisco é feita por meio de balsas, que dependem das condições climáticas e da capacidade fluvial do curso d'água para o transporte de veículos de cargas e passeio.

"A construção de uma ponte de mais de um quilômetro não é tarefa fácil. A estrutura tem vão de navegação de 240 m, outros vãos menores, de 40 m, e pilares centrais de 15 mde altura', explica o diretor-geral do DER-MG, Robson Santana.

De acordo com o secretário de Estado de Infraestrutura e Mobilidade, Fernando Marcato, as obras devem começar em 2022. "Nossa meta é concluí-la em 24 meses", afirma.

A ponte, que fica próxima à área urbana de São Francisco, está vinculada à execução da pavimentação de 73 km entre Pintópolis e Urucuia. Nessa etapa serão investidos R$ 65,5 milhões e a previsão de início dos trabalhos é no começo do próximo ano, com conclusão no fim de 2023.

"Com o asfaltamento do trecho cria-se um corredor no modal rodoviário que ligará a região Centro-Oeste, passando por cidades mineiras como Unaí, Arinos, Urucuia, Pintópolis, São Francisco, Brasília de Minas, Montes Claros, Francisco Sá e Salinas, até chegar na BR-116 que corta o interior do Nordeste até Fortaleza, no Ceará", explica Robson Santana.

(*) Com informações da Agência Minas

Leia também:

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por