A chuva forte que despencou sobre regiões de Belo Horizonte nesta terça-feira (28) fez com que vias das regiões Centro-Sul, Barreiro e Oeste ficassem interditadas ao longo desta quarta (29). Pelo menos 13 pontos estão com o trânsito bloqueado, segundo a BHTrans.

No Centro, a avenida dos Andradas tem duas faixas interditadas em cada sentido, entre a rua dos Carijós e a alameda Ezequiel Dias. Para quem está na alameda Ezequiel Dias e quer acessar a avenida dos Andradas, tem apenas a opção de virar à direita, sentido bairro. A avenida Bias Fortes, na esquina com rua São Paulo, tem apenas uma faixa liberada no sentido praça da Liberdade.

A rua São Paulo, que foi tomada por uma enxurrada durante a tempestade, também está fechada entre as rua Alvarenga Peixoto e a avenida Bias Fortes, no Lourdes. Três linhas de ônibus estão com itinerário desviados: 8101 (Santa Cruz/Alto Santa Lúcia), 8103 (Nova Floresta/Santa Lúcia) e 9101 (Alto Vera Cruz/São Bento). Estas linhas também estão tendo que fazer desvios na rua Marília de Dirceu, onde comerciantes ainda contabilizam os estragos com o alagamento. A via está bloqueada entre a avenida do Contorno e a rua Felipe dos Santos.

No bairro Cidade Jardim, a avenida Prudente de Morais está com trânsito precário entre a rua Santa Madalena Sofia e a avenida do Contorno. Mais a frente, entre a rua Santa Sofia e a avenida Arthur Bernardes, a via está totalmente interditada. As linhas 1170 (Santa Lúcia/Mangabeiras), 8101 e 8103 estão com itinerário alterado na região.

No bairro Luxemburgo, a rua Guaicui tem trânsito precário na esquina com a rua Júlio Nunes Guerra em condições precárias de circulação. Somente trânsito local está sendo liberado pela BHTrans.

No Sion, oito linhas de ônibus que passam pela BR-356 tiveram alterações em paradas e itinerário por causa de interdições na pista. A rodovia está bloqueada entre o BH Shopping e o Ponteio Lar Shopping no sentido Centro e está com apenas duas faixas liberadas entre o BH Shopping e a rua professor Rodrigues Seabra.

Já na região Oeste, a avenida Teresa Cristina está com uma cratera que toma quase a pista inteira no sentido Via Expressa, logo abaixo do viaduto da avenida Amazonas. No sentido bairro, a via está bloqueada entre a Amazonas e o Anel Rodoviário. No sentido Centro, o fechamento é entre o Anel e a via 210. Da via 210 em diante, há pelo menos cinco pontos de interdição. Na alça de acesso a Amazonas, está proibido o tráfego de veículos.

Após o deslizamento do barranco ao lado do hospital Madre Teresa, a avenida Raja Gabaglia está com somente uma faixa liberada na altura da unidade de saúde, no sentido Centro/bairro. Há muita lama no local, segundo a BHTrans.

No Estoril, há dois pontos com trânsito prejudicado. A ponte da rua Engenheiro Godofredo dos Santos, entre as ruas Paulo Piedade Campos e Costa do Marfim, tem interdição parcial. Já a avenida Engenheiro Carlos Goulart com Professor Mário Werneck está totalmente fechada. Linhas desviadas: 3250, 5201, SE02.

Leia Mais:
Parte de encosta próxima ao hospital Madre Teresa cede após temporal de terça-feira
O motivo da destruição: chuva ganhou velocidade no asfalto e não encontrou solo para ser absorvida
Proprietários de imóveis afetados pela chuva podem pedir isenção no IPTU