As mortes causadas pela chuva que atingiu a capital mineira nesta quinta-feira (15) geraram comoção nas redes sociais de belo-horizontinos. Entre as postagens, feitas no Instagram, Facebook e Twitter, os internautas lamentaram as mortes de mãe e filha que estavam em um carro que foi arrastado pela enxurrada e o desaparecimento de uma jovem de 16 anos que foi engolida por um bueiro ao descer do carro do namorado para escapar do alagamento. Após horas de buscas em córregos e galerias da região de Venda Nova, o corpo da adolescente foi encontrado no início da tarde desta sexta (16).

Segundo a Defesa Civil de Belo Horizonte, o feriado de Proclamação da República foi o dia mais chuvoso de 2018 e, nesta sexta-feira (16), a previsão é de mais precipitações em todas as regiões da capital.

 

 

O prefeito de Belo Horizonte, Alexadre Kalil (PHS), por sua vez, anunciou na manhã desta sexta-feira (16) que apresentará um projeto de obras nos córregos do Nado e Vilarinho, em Venda Nova, para evitar alagamentos durante as chuvas e classificou o episódio como "tragédia anunciada". 

O chefe do executivo municipal ainda assumiu a responsabilidade pelas ocorrências. "A culpa é do prefeito. Estou muito triste, muito despreparado para a morte. Em caso material, a prefeitura tem estrutura, preparo, técnica, dinheiro. Isso tudo estará resolvido na segunda-feira e não me preocupa. O que me preocupa são as vidas que foram levadas", afirmou.

Leia mais:
Bombeiros retomam busca por adolescente que caiu em bueiro
Mãe e filha morrem afogadas após serem arrastadas por enxurrada na avenida Vilarinho
Carro cercado pela água? Saiba como se proteger e evitar afogamentos
Após mortes por enchentes, Kalil anuncia projeto de obras na avenida Vilarinho