Haja sorvete, piscina e ar-condicionado para se refrescar no calorão que toma conta da capital mineira. Nesta quinta-feira (12), foi registrada a maior temperatura do ano: 35,4°C. A medição foi feita às 14h50, de acordo com a Defesa Civil de Belo Horizonte. O recorde de calor de 2019 já havia sido batido no dia anterior, com 33,7°C. 

Além da maior temperatura, também foi registrada nesta quinta a menor umidade do ar no ano, 14%, segundo medição feita na Estação da Cidade Administrativa. Uma massa de ar seco está sobre a região Central de Minas e impede a formação de nuvens. Para se ter uma ideia do tamanho da secura vivida pelos belo-horizontinos, nesta época do ano a umidade do ar no Deserto do Atacama (o deserto mais seco do mundo, localizado no Chile) gira em torno de 10% ou 11%.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a umidade do ar ideal para a saúde humana é de 60%. 

Confira a postagem da Defesa Civil sobre o dia mais quente do ano:

Por causa do tempo seco, a Defesa Civil emitiu um alerta, válido até a manhã desta sexta-feira (13).

Confira as recomendações do órgão municipal para evitar problemas de saúde em dias de baixa umidade:

- Hidrate-se durante o dia;

- Prefira alimentos leves e frescos, como saladas, frutas, carnes grelhadas;

- Evite frituras;

- Durma em local arejado e umedecido por aparelhos umidificadores, ou ainda coloque uma bacia com água;

- Evite atividades físicas ao ar livre e exposição ao sol entre as 10 e 17 horas;

- Evite banhos com água muito quente, pois ressecam ainda mais a pele; se necessário use hidratante;

- Em caso de problemas respiratórios procure um especialista;

- Em caso de incêndio em mata ou floresta, avise imediatamente, ao Corpo de Bombeiros (193), Defesa Civil (199) ou Polícia Militar (190).

Leia mais:
Que Lua! Termômetro registra 44ºC, em campo, durante atividade na Cidade do Galo
BH registra o dia mais quente deste inverno, mas temperatura deve subir ainda mais na sexta
Secura predominará em setembro com temperatura acima da média