Após quatro dias fechados, shoppings, galerias e lojas de rua de Belo Horionte reabrem as portas nesta quarta-feira (19). Por causa da pandemia do novo coronavírus, o comércio dos serviços não essenciais da metrópole só tem permissão para funcionar entre quarta e sexta-feira. A liberação para os salões de beleza vai de quinta-feira a sábado.

Conforme decreto da prefeitura, as lojas de rua podem reabrir das 11h às 19h. Os shopping estão liberados de 12h às 20h. Praças de alimentação funcionarão somente por delivery ou retirada, sem consumo no local.

Já os serviços de cabeleireiros, manicures e pedicures têm permissão das 11h às 20h. E no sábado (15), entre 9h e 17h. Por causa da flexibilização das atividades econômicas, os ônibus e o metrô também vão se ajustar e oferecer mais viagens para atender a população.

Indefinição

Sindicatos que representam os setores reivindicaram nessa terça-feira (10) que as lojas tenham autorização para ficarem abertas por quatro dias por semana. O prefeito Alexandre Kalil (PSD), no entanto, ainda não bateu o martelo sobre os novos rumos do comércio em BH.

O Comitê de Combate à Covid-19 deve se reunir hoje para analisar os índices da doença após o avanço para a fase 1 da flexibilização. O anúncio deve ocorrer na sexta-feira (21).

Até o momento, conforme a Secretaria Municipal de Saúde (SMSA), a capital tem 839 em decorrência da Covid-19 e 29.273 infectados

Confira os horários de funcionamento nesta semana:

  • Shopping centers (atividades autorizadas na fase 1): quarta a sexta-feira, entre 12h e 20h. Praças de alimentação funcionarão somente por delivery ou retirada, sem consumo no local.
  • Drive-in: sexta-feira a domingo, entre 14h e 23h
  • Comércio varejista não contemplado na fase de controle: quarta a sexta-feira, entre 11h e 19h
  • Comércio atacadista da cadeia de atividades do comércio varejista (incluindo vestuário), exceto comércio atacadista de recicláveis: quarta a sexta-feira, entre 11h e 19h
  • Cabeleireiros, manicures e pedicures: quinta a sexta-feira, entre 11h e 20h. Sábado, entre 9h e 17h
  • Galerias de lojas e centros de comércio: quinta a sexta-feira, entre 11h e 19h.

Estabelecimentos essenciais que já estavam abertos:

5h às 21h:
- Padaria

5h às 17h
- Comércio atacadista da cadeia de atividades do comércio varejista da fase de controle

7h às 21h:
- Comércio varejista de laticínios e frios
- Açougue e Peixaria
- Hortifrutigranjeiros
- Minimercados, mercearias e armazéns
- Supermercados e hipermercados
- Tintas, solventes e materiais para pintura
- Material elétrico e hidráulico, vidros e ferragem
- Madeireira
- Material de construção em geral

Sem restrição de horário:
- Artigos farmacêuticos
- Comércio varejista de artigos de óptica
- Artigos médicos e ortopédicos
- Combustíveis para veículos automotores
- Comércio varejista de gás liquefeito de petróleo (GLP)
- Agências bancárias: instituições de crédito, seguro, capitalização, comércio e administração de valores imobiliários
- Casas lotéricas
- Agências dos Correios e telégrafo
- Comércio de medicamentos para animais
- Atividades industriais
- Restaurantes (delivery ou retirada na porta)
- Banca de jornais e revistas