Minas confirmou 8.694 casos de Covid-19, novo recorde para um período de 24 horas desde o início da pandemia, em março do ano passado. De acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde (SES) nesta quinta-feira (14), ao todo, 619.846 pessoas já testaram positivo para a doença. 

A maior marca em um dia, até então, era do último sábado (9), quando 8.399 pessoas foram infectadas com o vírus. Essa é a terceira vez que o território mineiro contabiliza mais de 8 mil novos casos da doença em 24 horas. Nessa quarta-feira (13), foram 8.319.

Conforme o levantamento, de ontem para hoje, 134 pessoas perderam a vida por complicações da enfermidade, totalizando 13.028 óbitos. Dos 853 municípios do Estado, 721 já confirmaram ao menos uma morte pelo coronavírus.

No entanto, a SES informou que 551.068 já se recuperaram da Covid. Outros 55.750 pacientes ainda estão em acompanhamento médico.

Belo Horizonte lidera tanto no número de casos quanto de mortes no Estado. A capital mineira já computou 70.979 infectados e 1.976 óbitos. Em segundo lugar vem Uberlândia, no Triângulo Mineiro, com 46.805 confirmações e 762 vítimas.

BH em alerta

Dois dos três indicadores de monitoramento da pandemia em Belo Horizonte estão em estado de alerta máximo. Segundo o boletim epidemiológico divulgado nessa quarta pela prefeitura, a taxa de ocupação dos leitos de enfermaria, reservados para pacientes com Covid, chegou a 70,5% nos hospitais das redes pública e privada. 

Já a taxa de ocupação dos leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTI) também aparece em vermelho no gráfico, com 85,6% de ocupação. O número médio de transmissão por infectado (Rt), por sua vez, aparece em 1,06, o que significa que, em média, 100 pacientes infectados transmitem a doença para outras 106 pessoas.

Leia mais:

Minas investiga 36 casos de síndrome inflamatória infantil ligada à Covid-19
Estado tem apenas uma região na onda verde do Plano Minas Consciente