Entidades de saúde de Minas investigam 36 casos da Síndrome Inflamatória Multissistêmica Pediátrica (SIM-P), possivelmente provocada pela Covid-19. Os dados são do boletim publicado na terça-feira (12) pela Secretaria de Estado de Saúde (SES).

Segundo o levantamento, o Estado já confirmou 48 casos da doença desde o ano passado. Destes, 17 foram em Belo Horizonte. Outras 70 notificações foram descartadas. As crianças diagnosticadas com a enfermidade podem apresentar quadro de insuficiência respiratória de forma grave, além de doença renal e insuficiência cardíaca agudas. 

Os principais sintomas são febre, manchas vermelhas na pele, conjuntivite, edema nos pés e nas mãos. A maioria dos casos atinge crianças com até 4 anos – 56,3%. Os pacientes de 5 a 9 anos representam 37,5%. Já os de 10 a 14 anos, 6,3%.

Ao todo, 87,5% das crianças que tiveram a SIM-P não apresentaram comorbidades. O boletim indica, ainda, que a síndrome atinge especialmente os meninos, pois 65% dos registros se referem ao sexo masculino.

Veja os municípios de residência de quem teve a doença:

  • Belo Horizonte: 17
  • Contagem: 4
  • Montes Claros: 3
  • Uberlândia: 3
  • Betim: 2
  • Vespasiano: 2
  • Araxá: 1
  • Bom Repouso: 1
  • Caldas: 1
  • Catuji: 1
  • Ipatinga: 1
  • Juiz de Fora: 1
  • Nova Serrana: 1
  • Oliveira: 1
  • Pedro Leopoldo: 1
  • Santa Luzia: 1
  • Santo Antônio do Monte: 1
  • São Gotardo: 1
  • Sarzedo: 1
  • Sete Lagoas: 1 
  • Teófilo Otoni: 1
  • Ubá: 1 
  • Uberaba: 1

Leia mais:

Dois dos três indicadores de monitoramento da pandemia em BH já aparecem em nível de alerta máximo
Ministro da Saúde afirma que vacinação contra a Covid-19 começará ainda neste mês no Brasil