Em meio à falta de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e à beira de um colapso no sistema de saúde devido à Covid-19, a Prefeitura de Coromandel, no Alto Paranaíba, anunciou a limitação de circulação de pessoas após as 20h na cidade. A medida é válida até o próximo dia 23.

De acordo com um decreto, publicado na segunda-feira (15) e que entrou em vigor nessa terça (16), fica determinado toque de recolher das 20h às 5h, exceto quando necessário o acesso aos serviços essenciais e sua prestação. É preciso comprovar a necessidade ou urgência para a saída.

Além da restrição, também serão instaladas barreiras sanitárias em todas as entradas e saídas do perímetro urbano de Coromandel, com a finalidade de orientar e fiscalizar a população sobre as medidas de prevenção e contenção ao novo coronavírus. Ninguém poderá entrar ou sair do município a não ser por motivo justificado.

O funcionamento do comércio e outras atividades também ficará restrito, segundo o decreto. Serviços como farmácias, padarias, distribuidoras de gás, postos de combustível, indústria alimentícia e laboratórios só poderão funcionar até 18h. 

Restaurantes, lanchonetes, pizzarias, sorveterias, lojas especializadas em doces e chocolates e pastelarias poderão funcionar apenas em sistema de retirada em balcão, até as 20h, e em sistema de “delivery”, até as 21h. Fica vedado o consumo no local e proibido filas.

A venda de bebidas alcoólicas está proibida por quaisquer estabelecimentos, sob pena de suspensão do alvará de funcionamento e interdição, ficando proibido ainda, o seu consumo em espaços públicos e privados.

Força-tarefa 

Ontem (16), o governo de Minas informou sobre a implementação do Plano de Evacuação de Pacientes, visando a manter assistência médica adequada aos diagnosticados com a Covid-19 na macrorregião de saúde Triângulo do Norte. No fim de semana, nove pessoas com quadro grave da doença foram transferidas a Divinópolis, no Centro-Oeste do Estado.

Segundo o governo, a Secretaria de Estado de Saúde (SES) tem monitorado constantemente a situação na região e a força-tarefa será mantida enquanto houver necessidade. O governo, com auxílio da Polícia Militar, enviou para Coromandel, uma equipe composta por médicos intensivista e infectologista, fisioterapeuta, enfermeiro e técnico em enfermagem para auxiliar na assistência à população da cidade.

Leia mais:
Estado inicia força-tarefa para auxiliar municípios do Triângulo com UTIs lotadas
Ocupação dos leitos de UTI chega a 92% no Triângulo Mineiro e pacientes precisaram ser transferidos
Minas investiga 45 casos suspeitos de síndrome infantil associada à Covid-19