Moradores de Barão de Cocais e São Gonçalo do Rio Abaixo, na região Central de Minas, participaram, neste sábado (28), de um simulado de emergência da Zona de Autossalvamento (ZAS) e da Zona de Segurança Secundária (ZSS) das barragens Norte/Laranjeiras e Torto, da Mina Brucutu. A ação contou com a Defesa Civil estadual, a Vale e as Defesas Civis de Barão de Cocais e São Gonçalo do Rio Abaixo.

Cerca de 400 pessoas da região participaram das atividades. O simulado começou com o toque de sirenes, que servem como alerta de risco nas barragens e indicam a necessidade de evacuação. Os moradores deveriam seguir as rotas de fuga pré-definidas até os pontos de encontro, que estão em áreas seguras.

Orientação

O simulado é parte do Plano de Ação Emergencial para Barragens e Mineração (PAEBM), e tem o objetivo de orientar a população local sobre os procedimentos em situação de emergência nas barragens. De acordo com a Vale, não houve alterações nas estruturas. A barragem Torto está em fase de implementação, e a Norte/Laranjeiras segue inativa desde dezembro de 2019. Ela permanece em nível 2 de emergência, e já teve moradores locais retirados.

A prefeitura de São Gonçalo do Rio Abaixo confirmou que a população foi orientada sobre os protocolos de saúde, que incluem uso de máscara, uso de álcool em gel e distanciamento social durante o exercício. 

Durante as atividades, o trânsito foi impedido na BR-381, no km 395 e km 392 (trevo de Barão de Cocais); na MG-436, no km 4; na MG-436, no km 6; e na estrada de acesso à comunidade do Una, em São Gonçalo do Rio Abaixo. O fluxo já foi normalizado.

Leia Mais:
'Escape' na descida do Betânia pode frear acidentes, mas Anel Rodoviário demanda novas intervenções
Zema confirma vacinação de adolescentes de 12 a 17 anos para setembro em MG