'Cresceu', diz mãe que acompanha a filha adolescente no Enem em BH

Luiz Augusto Barros
@luizaugbarros
28/11/2021 às 12:40.
Atualizado em 08/12/2021 às 01:09
 (Maurício Vieira)

(Maurício Vieira)

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é uma preocupação para os estudantes que pretendem ingressar na faculdade. Mas o estresse não é exclusivo dos alunos que irão prestar a prova neste domingo (28).

Muitos pais acompanham de perto todo o processo. Tão de perto que só se desgrudam dos filhos no portão do local de aplicação, já que não podem ir mais adiante.

É o caso da professora Gilvanny de Castro Pimenta, de 52 anos, que levou a filha Vitória Geovanna de Castro Pimenta até a PUC Minas, na região Noroeste de Belo Horizonte.

A sensação, segundo ela, é de ver realmente como a filha mais nova cresceu. "A gente a deixa sozinha, então fica com dó. Mas a vida é assim, eles têm que crescer longe da gente", diz.

Segundo a mãe, a garota é estudiosa e se preocupa bastante com o futuro profissional. Neste ano, vai realizar seu primeiro teste para conhecer o exame.Maurício Vieira

A professora Gilvanny de Castro aguarda ansiosa a filha fazer o Enem

A prova

O segundo dia do Enem é composto por provas de Matemática e Ciências da Natureza. Os portões dos locais de aplicação foram abertos ao meio-dia e serão fechados pontualmente às 13h. O exame será aplicado das 13h30 às 18h30. O tempo mínimo de permanência na sala é de duas horas.

O uso da caneta esferográfica preta em material transparente é obrigatório, assim como o da máscara. O candidato também deve ter em mãos um documento de identidade original. É recomendado levar lanche e água.

Leia mais:

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por