Um homem foi condenado a 26 anos de prisão por matar uma mulher que se negou a ter relações sexuais com ele. Segundo o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), o crime teria acontecido em 8 de junho de 2019 em Mariana, na região Central do Estado.

No dia do assassinato, o autor teria se desentendido com a vítima, de 43. Na volta de um evento em que estava com a mulher, ele a empurrou de uma passarela de aproximadamente 4,5 metros de altura. Ela não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

Após o crime, o homem ainda teria arrastado o corpo da vítima para outro lugar. Para dificultar a localização, ele cobriu a mulher com vegetação. Ela só foi  encontrada três dias depois do assassinato. 

No julgamento, que aconteceu em Mariana, foi informado que "o crime foi cometido por razão torpe e repugnante, utilizando recurso que dificultou a defesa da vítima". Além do agravante pela ocultação do corpo, a vítima estaria embriagada quando foi atacada.

Ainda de acordo com o MP, o homem já tinha duas condenações por tentativa de homicídio e tráfico de drogas, mas cumpria pena em regime domiciliar. Após a sentença, ele deve cumprir a nova pena inicialmente em regime fechado.

Leia mais:
Minas estuda retomada obrigatória às aulas presenciais ainda este ano
Pagamento do auxílio emergencial mineiro de R$ 600 começa nesta quinta; confira calendário