O atentado na creche Gente Inocente, que deixou 14 mortos e 40 feridos em Janaúba, na região Norte de Minas, completa um ano nesta sexta-feira (5). Para marcar a data e homenagear as famílias que foram destroçadas pela tragédia, o município realizou nesta manhã uma missa.

A celebração aconteceu na Igreja Santa Rita, no bairro Rio Nove, e reuniu diversos moradores da cidade, que fica a 540 km de Belo Horizonte. Em memória às vítimas, houve outro momento simbólico. Todas as repartições do município fizeram, às 8h30, um minuto de silêncio.

Tristeza

A tragédia na creche Gente Inocente ocorreu em 5 de outubro, quando o vigia Damião Soares dos Santos ateou fogo no prédio provocando a morte de dez crianças, duas professoras, uma auxiliar, além do próprio autor do crime. O incêndio ainda deixou 40 feridos.

O local palco do atentado foi demolido e outra creche construída para abrigar as crianças de Janaúba. O novo Centro Municipal de Educação Infantil (Cemei) recebeu o nome da professora Heley Abreu, que morreu tentado salvar os alunos. A unidade de ensino tem capacidade para 40 alunos e foi construída com doações de empresários de todo Brasil.

Leia mais:
Creche Gente Inocente é reinaugurada e homenageia professora em Janaúba
Última vítima de tragédia na creche em Janaúba recebe alta de hospital