A mãe do bebê de aproximadamente um ano e meio encontrado morto na segunda-feira (25), às margens do Anel Rodoviário, na altura do bairro Olhos d'Água, na região Oeste de Belo Horizonte, está desaparecida, informou a Polícia Civil. 

A corporação confirmou que há um registro do desaparecimento da mãe da criança e que a investigação segue em andamento. “Um inquérito policial foi instaurado para apurar as circunstâncias e motivação da morte do bebê. Os depoimentos já foram iniciados”, afirmou a corporação, em nota.

Nas redes sociais, um cartaz diz que a mulher, de 28 anos, teria sumido no último domingo (24), em Congonhas, na região Central de Minas. A investigação segue sob sigilo.   

Relembre o caso

De acordo com a polícia, um motorista avistou um homem em atitude suspeita, por volta das 3h de segunda-feira, na margem do Anel, no sentido Rio de Janeiro. O denunciante decidiu fazer um retorno para saber o que havia acontecido, porém não encontrou mais o suspeito e acionou o 190.

No local, coberta por uma blusa de frio de cor verde, com os pés e a cabeça destampados, estava a criança, com marcas de hematoma na cabeça. Perto da vítima foram encontrados bilhetes, cujo conteúdo, não divulgado, poderá ajudar na investigação.

"O corpo da vítima, sexo feminino, foi encaminhado ao Instituto Médico Legal André Roquette (IML) e será submetido a exames periciais. A investigação segue em andamento. Outras informações serão repassadas em momento oportuno", declarou.

Leia mais:

Corpo de bebê é encontrado com hematomas às margens do Anel Rodoviário, no Olhos D'água
Tanque de caminhão que tombou no Anel Rodoviário de BH é removido