Minas em chamas: mais de 300 focos de incêndio são registrados no Estado nos últimos 4 dias

Anderson Rocha
@rocha.anderson_
06/09/2021 às 20:14.
Atualizado em 05/12/2021 às 05:49
 (Divulgação/ Corpo de Bombeiros)

(Divulgação/ Corpo de Bombeiros)

Mais de 300 focos de incêndio foram registrados em Minas Gerais entre a última sexta (3) e esta segunda-feira (6). Alguns deles seguem em combate. As informações são do Corpo de Bombeiros. Para piorar a situação, municípios mineiros estão com umidade relativa do ar abaixo de 12%. Em Belo Horizonte, há alerta da Defesa Civil para a quantidade de água na atmosfera abaixo de 30% até 10 de setembro.

Entre os casos, está a queima de cerca de 10 hectares do Parque das Mangabeiras, na região Centro-Sul da capital. O fogo, iniciado nesse domingo (5) e controlado após 12 horas de trabalho, pode ter ocorrido após ação humana intencional ou acidental, segundo a Fundação Municipal de Parques.

Já no bairro Cidade Jardim Taquaril, na capital, o fogo atinge uma mata próxima à rua Professor Navantino Alves, atrás de uma mineradora, na divisa com a mata da Baleia e o bairro Castanheiras, nesta segunda. O local é área de invasão e há risco de atingir moradias de madeira. Ainda não há mais informações sobre o combate.

Grande BH

Já na Grande BH, um grande incêndio toma conta do Parque Nacional da Serra do Gandarela, em Nova Lima, nesta segunda-feira (6). Conforme a corporação, as chamas começaram na manhã desse domingo e seguem sendo combatidas. Elas estão localizadas no topo do paredão, a cerca de 25 quilômetros da estrada de chão de Rio Acima.

"O local é de difícil acesso, apenas sendo possível a chegada com utilização de veículos 4x4. Há ventos fortes no local e a vegetação encontra-se muito seca, o que tem dificultado muito o trabalho das equipes Bombeiros e brigadistas no local", informaram os Bombeiros. Uma força-tarefa será iniciada no local às 5h desta terça-feira (7) para tentar controlar os focos.

Em Ibirité, na Região Metropolitana de BH, outro foco de incêndio teve início em uma área aberta de ocupação no bairro Jardim Rosário, por volta das 16h desta segunda.

Mais cedo, a corporação informou que havia riscos do fogo atingir residências próximas e animais silvestres. Apesar disso, as chamas foram controladas a tempo e nenhuma casa foi queimada. O foco foi combatido com o uso de abafadores.

Em Esmeraldas, na mesma região, um caminhão pegou fogo na BR-040, na altura do bairro Tijuco. Ninguém se feriu e as chamas foram controladas.

Norte de Minas

Em Montes Claros, no Norte de Minas, um incêndio de grandes proporções teve início às margens da BR-135, próximo ao km 371, na manhã desse domingo. Os agentes conseguiram debelar o fogo, mas outros focos surgiram em uma mata nas proximidades. 

O local é de difícil acesso e foi necessário o uso de motocicletas. Os agentes percorreram a área e identificaram trilhas para chegar aos pontos em queima. O trabalho foi planejado e os Bombeiros e as chamas foram extintas em todos os pontos. Segundo os militares, cerca de 36 hectares foram destruídos.

Na mesma região, uma área verde foi queimada em Limoeiro, na zona rural de Cônego Marinho. O fogo começou na quinta-feira (2) e se propagou. "No entanto, os militares foram acionados apenas na noite de sexta (3), sendo iniciado o combate no dia seguinte e dado continuidade na manhã de domingo (5)", informou a corporação.

Segundo os agentes, uma das frentes do incêndio se deslocava em direção ao Parque Nacional Cavernas do Peruaçu, e foi controlada. Vinte pessoas, incluindo Bombeiros, brigadistas e moradores, atuaram no combate.

Sul de Minas

Em Guaxupé, no Sul de Minas, diversos incêndios foram registrados nesse domingo. O fogo deixou a cidade tomada por fumaça até esta segunda. Segundo os Bombeiros, os focos atingiram locais como as fazendas São Francisco e Santa Cecília, e também locais próximos ao Empório da Pamonha e sítio Santa Maria, em Muzambinho, na mesma região.
 
"Além de danos as propriedades (ameaçando também diversas residências), os incêndios queimaram uma área de cerca de 80 hectares, sendo debelados com apoio dos proprietários, de caminhões pipas das prefeituras de Guaxupé e Muzambinho, e com brigadistas contratados pela prefeitura de Guaxupé", explicou a corporação.

Além disso, o 4º Pelotão do Corpo de Bombeiros deslocou também para combater incêndios em vegetação em São Pedro da União, no Sul de Minas, onde maquinários foram usados para controlar a situação.

Triângulo 

Em Ituiutaba, no Triângulo, um incêndio de chamas altas e com muita fumaça queimou cerca de 30 mil metros quadrados de uma área próxima a uma lagoa, no bairro Novo Tempo, na manhã desse domingo. De acordo com o 2º Pelotão de Bombeiros Militar, o fogo estava alcançando as pistas, atrapalhando a visibilidade dos motoristas.

"Com a aplicação de técnicas de combate à incêndio florestal, após aproximadamente duas horas de trabalhos utilizando bomba costal, abafadores e sopradores, os militares conseguiram êxito em conter as chamas", declarou a corporação. 

"O Corpo de Bombeiros lembra a população que, durante os incêndios florestais, diversos animais são atingidos. Inclusive nessa ocorrência, a guarnição conseguiu salvar um ninho do conhecido Quero-Quero, debelando as chamas antes que atingisse o ninho", completou.

Alto Paranaíba

Em Patos de Minas, no Alto Paranaíba, pastagens e pequenas matas foram queimadas nas comunidades rurais de Poços, Bebedouro e Confusão. Ao todo, segundo os Bombeiros, foram destruídos cerca de 60 hectares. 

Central

Na região Central, o fogo atingiu uma propriedade rural às margens da rodovia Capitão Anselmo, que liga a MGC-383 à cidade de Prados, nesta segunda-feira. O fogo atingiu uma área de plantio de milho e se espalhou para os arredores, chegando à Serra São José, área de preservação ambiental.

Segundo os agentes, o trabalho de combate seguirá nesta terça-feira (7), e terão o apoio de aeronaves próprias para combate a incêndios em vegetação. Até o momento, as chamas atingiram uma área estimada em mais de 130 hectares.

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por