Minas espera reduzir fila de espera com mais de 370 mil cirurgias eletivas após repasse de verba

Marina Próton
@ninaproton
17/12/2021 às 13:31.
Atualizado em 29/12/2021 às 00:34
 (Valéria Marques/Hoje em Dia)

(Valéria Marques/Hoje em Dia)

O governo de Minas oficializou, nesta sexta-feira (17), o repasse de R$ 206,4 milhões para a realização de cirurgias eletivas em hospitais da rede pública do Estado. O objetivo é reduzir a fila de espera, que soma aproximadamente 370 mil procedimentos. 

No início da tarde desta sexta-feira (17), durante uma solenidade realizada no Hospital Santa Casa de Belo Horizonte, um dos beneficiados pelo programa “Opera Mais, Minas Gerais”, o secretário de Estado de Saúde, Fábio Baccheretti, informou que, para auxílio nas demandas, os procedimentos também poderão ser realizados na rede privada. 

“A gente vai fazer oficinas com cada um dos municípios e oferecer as cirurgias com mais de 800 procedimentos dos mais importantes. E caso a rede não consiga fazer todas as cirurgias, vamos credenciar hospitais privados", disse.

Ainda segundo o titular da pasta, caso o repasse de mais de R$ 200 milhões não seja suficiente, um novo valor poderá ser remanejado. "Então nossa expectativa é que a gente consiga zerar a fila inicialmente com esse valor. Já repassando bem mais de R$ 40 milhões, mas se precisar de mais R$ 100 milhões, nós iremos remanejar. O que o governador nos pediu é que a gente consiga, com o decorrer do tempo, zerar essa fila que está acumulada há muitos anos”, afirmou.

‘Menor fila de espera do país’

Durante a cerimônia, que contou ainda com a presença do provedor da Santa Casa, Roberto Otto, e demais autoridades, o governador Romeu Zema (Novo) firmou um “acordo” com o secretário de Saúde e espera que o Estado tenha, no decorrer do tempo, a menor fila de espera para cirurgias eletivas. 

“Vamos colocar como meta, secretário: Minas, considerando proporcionalmente a população, ter a menor fila de espera do país, combinado? Daqui seis meses ou um ano estaremos avaliando este número”, disse.

Aparelhos

De acordo com o Estado, também serão liberados recursos para aquisição de 100 tomógrafos, que serão distribuídos para unidades de saúde em todas as regiões de Minas. 

“A expectativa é de um tomógrafo moderno para as instituições que atendam os critérios. São aparelhos para quem não os têm, ou para troca daqueles com mais de sete anos de uso”, concluiu Baccheretti. 

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por