O número de infectados pela Covid-19 em Minas chegou a 70.086 nesta sexta-feira (10). O Estado também atingiu a marca de 1.504 mortes provocadas pelo vírus. Os notificações foram alcançadas, de acordo com a Secretaria Estadual de Saúde (SES), após as confirmações, nas últimas 24 horas, de 3.222 casos e 59 óbitos. 

Apesar das tristes estatísticas, o boletim epidemiológico traz um alento. No território mineiro, 45.145 pessoas conseguiram vencer a doença e hoje estão recuperadas. Ao todo, 64% dos pacientes que receberam o diagnóstico da enfermidade estão livres do vírus.

Outras 23.437 seguem em acompanhamento médico, de acordo com a SES.

Avanço

Até o momento, a Covid-19 atingiu 752 municípios. Mortes foram registradas em 293 cidades. A taxa de letalidade do novo coronavírus está em 2,1%. Desde o início da pandemia, em março, 8.062 pessoas precisaram ser internadas. Conforme o governo, o pico da doença está previsto para o próximo dia 15, quando deve aumentar ainda mais as ocupações nos leitos de UTI e enfermaria.

Belo Horizonte continua sendo a cidade com mais notificações em Minas. A capital tem, segundo o levantamento da SES, 9.732 diagnósticos positivos e 246 mortes. Por causa dos números, o prefeito Alexandre Kalil informou que a metrópole segue na fase zero da flexibilização social, quando apenas os serviços essenciais podem funcionar. 

Em entrevista ao Hoje em Dia, Kalil revelou que cogita restringir ainda mais  as atividades, com o fechamento de supermercados aos domingos. Na semana que vem, BH também vai começar a multar, em R$ 100, quem sair às ruas sem máscara.

Leia mais:
Veja os principais flashes da entrevista de Alexandre Kalil para o Hoje em Dia
BH tem recorde de mortes por Covid-19 em 24 horas e Kalil deve adotar novas estratégias
Justiça decide que municípios mineiros vão ter que cumprir regras de distanciamento social