O governo de Minas Gerais não vai decretar ponto facultativo no período em que seria realizado o Carnaval 2021, entre os dias 13 e 16 de fevereiro.

Segundo o executivo estadual, o objetivo da medida é evitar aglomerações e viagens durante essas datas. "A decisão atende à necessidade atual de desacelerar o contágio da covid-19 e intensificar as ações de combate à pandemia", declarou, em nota.

Ações semelhantes

Também com o intuito de barrar a disseminação do vírus, a Prefeitura de Santana do Riacho, na região Central do Estado, decretou "lockdown" durante os dias em que seriam comemorados o Carnaval. Lá, fica a Serra do Cipó, um dos destinos mais procurados pelos mineiros durante o recesso.

Assim, as pousadas deverão permanecer fechadas. Não está permitida a venda nem o consumo de bebidas alcóolicas em local público. As medidas, publicadas nessa quarta-feira (27), entram em vigor em 11 de fevereiro e segue até o dia 16.

Conforme o município, estarão autorizados a funcionar apenas os serviços essenciais como supermercados, açougues, distribuidores de gás e água mineral, farmácias e postos de combustíveis.

O decreto também suspende os alvarás de funcionamento dos estabelecimentos comerciais, como bares e restaurantes. Os serviços autorizados deverão limitar a entrada de "duas a 30 pessoas por vez", de acordo com o tamanho do espaço físico.

Belo Horizonte

Na capital, a prefeitura informou que decidiu por não considerar como ponto facultativo o período entre 13 e 16 de fevereiro. A festa está suspensa devido à pandemia de Covid-19.

Segundo a PBH, o foco de trabalho na prefeitura continua nas ações de combate ao novo coronavírus. Ainda não há definição de uma possível nova data para a realização da festa em 2021.

Apesar disso, a Belotur tem participado de discussões com os realizadores dos principais carnavais do país, como Salvador e Rio de Janeiro, para uma decisão nesse sentido.

"O diálogo permanece constante com a Liga das Escolas de Samba e representantes dos Blocos Caricatos, assim como toda a cadeia produtiva do Carnaval de Belo Horizonte", informou, em nota.

Leia mais:
Caixa paga nesta quinta R$ 248 milhões do auxílio emergencial
Zema garante produção de vacina contra Covid em Minas, mas não dá previsão de quando
Sorteio de hoje da Mega-Sena deve pagar R$ 4 milhões