Depois da confirmação de dois casos da nova variante do coronavírus em São Paulo, Minas Gerais está atenta a relatos por aqui. A informação foi dada pelo secretário-adjunto de Saúde do Estado, Marcelo Cabral. Ainda não há notificações suspeitas no território.

coronavírus

Inicialmente, variante do novo coronavírus foi detectada no Reino Unido

Segundo o gestor, a situação é acompanhada pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Cievs-MG).  “Os profissionais da sala de situação se mantêm em contato, inclusive, com referências de outras localidades preparados para o caso de, ocorrendo isso no Estado de Minas, possam estar respostas a contento. Então, sim, estamos atentos”, informou Cabral, durante coletiva nesta terça-feira (5), na sede da Cidade Administrativa, em Belo Horizonte.

A variante foi detectada, inicialmente, no Reino Unido. A confirmação de que ela já chegou ao Brasil foi feita nesta segunda-feira (4) pela Secretaria Estadual da Saúde de São Paulo. 

As amostras de uma mulher de 25 anos e um homem de 34 foram analisadas no Laboratório Estratégico do Instituto Adolfo Lutz, que comprovou que ambos os casos são da linhagem B.1.1.7. Até o momento, sabe-se que a nova cepa não se mostra mais letal, mas pode ser mais transmissível.

A jovem infectada é moradora de São Paulo e teria se contaminado ao manter contato com viajantes que estiveram no território britânico. Ela começou a apresentar os sintomas, como dores de cabeça e perda de paladar, em 20 de dezembro.

Mais informações sobre o homem são investigadas pelo poder público.

Leia Mais:
Anvisa diz que não recebeu pedido de uso emergencial de vacina contra a Covid-19
Síndica de condomínio em BH admite que teve medo da morte ao ser diagnosticada com Covid-19
CNJ recebe pedido para investigar juíza de Unaí por apologia a aglomeração