As taxas de ocupação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e enfermarias, destinados a pacientes com Covid-19, caíram em Belo Horizonte nesta sexta-feira (15). No entanto, o índice das UTIs seguem no vermelho, ou seja, em alerta máximo, enquanto o das enfermarias regrediu ao nível amarelo.

Segundo o boletim epidemiológico da Prefeitura de Belo Horizonte (PBH), a taxa de ocupação das UTIs caiu quase 2% desde ontem. Neste momento, 83,4% das vagas estão ocupadas nos hospitais das redes pública e privada. Desde 31 de dezembro, o número está acima de 80%. Os leitos de enfermaria estão em alta há uma semana. Das 1.453 vagas, 69,3% contam com pacientes diagnosticados com o coronavírus.

O número médio de transmissão por infectado (Rt), por sua vez, permanece em amarelo, mas em avanço em relação ao boletim dessa quinta-feira (14), quando a taxa estava em 1,08. Hoje, está em 1,09, o que significa que, em média, 100 pacientes infectados transmitem a doença para 109 pessoas.

Novos registros

Os dados do boletim também mostram que 1.414 novos casos de Covid foram confirmados na capital mineira nas últimas 24 horas. Ao todo, 75.394 pessoas já foram infectadas pelo vírus na cidade e 2.037 perderam a vida por complicações da doença.

Ainda segundo o levantamento, 66.983 pacientes já se recuperaram. Outras 6.374 estão em acompanhamento.

Leia mais:

Vacinação contra Covid em Minas deve começar semana que vem, mas prefeitos alertam sobre desafios
Número de casos de Covid-19 confirmados em 24h é maior que a população de 456 municípios de Minas