Pelo menos cinco famílias de alunos do Colégio Magnum foram ouvidas na Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente nesta terça-feira (8) sobre a denúncias de estupros contra crianças dentro da unidade Cidade Nova da instituição. De acordo com a Polícia Civil, 18 pessoas já prestaram depoimentos, dentre elas, familiares das crianças e representantes da escola. 

A delegada responsável pelo caso, Thais Degani, não irá falar sobre as investigações até a conclusão do inquérito. Por meio de nota, a Polícia Civil informou que instaurou inquérito na sexta-feira (4) para investigar o caso envolvendo as denúncias de abusos sexuais na escola. "Os trabalhos estão sendo realizados com todo rigor e eficácia para que os fatos sejam esclarecidos o mais breve possível. Familiares das crianças estiveram na delegacia e receberam toda orientação necessária".

A PC disse ainda que já recolheu as imagens das câmeras de segurança do estabelecimento e ouviu os representantes da escola. "Detalhes da investigação do serão repassados ao final do inquérito", afirmou a corporação.

A assessoria do Magnum informou que "a escola prestou os esclarecimentos necessários e aguarda a conclusão das investigações, cujo inquérito tramita sob sigilo. Sobre o afastamento do colaborador, a instituição reforça que a rescisão do contrato de estágio visou preservar a integridade de todos os envolvidos e a transparência da apuração do caso". 

Neste fim de semana, duas famílias procuraram pela delegacia para registrar denúncias de abusos sexuais que teriam sido cometidos por um auxiliar de educação física nas dependências do Colégio Magnum. De acordo com a escola, o profissional foi afastado de suas funções. O suspeito alega inocência e diz que tem recebido várias ameaças por meio de redes sociais.  

Leia mais:
Suspeito de abusar de crianças em colégio afirma inocência em entrevista
Especialistas ensinam como orientar as crianças e identificar abusos sexuais; assista ao vídeo
Durante reunião entre famílias e Magnum, mais um pai levantou suspeita de abuso
Polícia investiga suspeita de estupro contra segunda criança dentro do Colégio Magnum