Pedido de suspensão das atividades na Usina Carioca, em Pará de Minas, é entregue à Justiça

Da Redação
portal@hojeemdia.com.br
14/01/2022 às 20:51.
Atualizado em 18/01/2022 às 00:54
 (Divulgação Prefeitura Pará de Minas)

(Divulgação Prefeitura Pará de Minas)

A Companhia Tecidos Santanense, dona da Usina Carioca, tornou-se alvo de uma ação cautelar que questiona as deficiências na execução do Plano de Ação Emergencial (PAE) da barragem instalada no Rio São João, entre Conceição do Pará e Pará de Minas, na região Central do Estado. O pedido foi ajuizado nesta sexta-feira (14) pelo Governo do Estado e o Ministério Público de Minas Gerais.

A ação requer que a empresa suspensa as atividades de uso da água para geração de energia e que adote medidas para garantir estabilidade e segurança da estrutura. No domingo (9), o responsável pelo PAE da Barragem Carioca declarou situação de emergência nível 3 na terça-feira (11), em razão do grande volume de águas, que extrapolou os limites da represa.

Ainda segundo a ação, a empresa não teria assumido o protagonismo exigido na execução do PAE, tendo omitido mapeamento da população em Zona de Autossalvamento (ZAS) e informações sobre amparo aos animais atingidos. Defesa Civil, Prefeitura, Polícia Militar e Bombeiros mantêm o monitoramento na barragem.

Segundo a Prefeitura de Pará de Minas, foi identificada uma fratura no duto que leva água ao gerador da usina que está sendo acompanhada. A operação da hidrelétrica que gerava energia para a fábrica de tecidos foi suspensa, depois que a barragem - construída no início da década de 1970 -, apresentou risco de colapso nesta semana, com o alto volume de chuvas na região, segundo o prefeito do município, Elias Diniz (PSD).

Segundo o plano de emergência apresentado pela empresa, a mancha de inundação atinge vários municípios. Das mil pessoas que vivem no distrito, dezenas de pessoas tiveram de ser retiradas com urgência de suas casas, como precaução, e estão em casas de parentes. Moradores dos municípios de Onça do Pitangui e de Conceição do Pará foram levadas para abrigos nessas cidades.

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por