Um agente da Guarda Civil Municipal, suspeito de atirar três vezes contra a esposa e fugir em seguida, ainda não foi localizado pela polícia. O crime aconteceu na noite de quinta-feira (9), no bairro Tirol, na região do Barreiro, em Belo Horizonte. 

Segundo a Polícia Militar, o disparo aconteceu após uma discussão do casal. A mulher relatou que a briga começou por algo que ela disse durante uma confraternização e que o teria ofendido. Em casa, durante o desentendimento, o homem sacou a arma e a colocou na boca da mulher.

Ainda segundo relato da vítima, os dois começaram uma luta corporal. O agente municipal efetuou o primeiro disparo e outros dois em sequência quando a esposa correu para o quarto. 

De acordo com a corporação, o suspeito fugiu de moto antes que a PM chegasse. A mulher foi levada à Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) do Barreiro. As balas atingiram de raspão e ela apresentou ferimentos na cabeça e no braço. Um inquérito foi instaurado na Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher da capital. 

Em nota, a Guarda Municipal afirmou que “classifica como grave a ocorrência, tendo adotado as medidas cabíveis e estando a Corregedoria acompanhando o caso e auxiliando a Polícia Civil nas apurações".

Leia mais: 

Sol vermelho em BH chama atenção pela beleza, mas é sinal de alerta para poluição e tempo seco
PBH convoca idosos de 79 a 81 anos para 3ª dose da vacina contra a Covid
Carro é ‘esmagado’ em colisão no Anel Rodoviário, em BH; motorista teve ferimentos leves