Prédio onde estavam vítimas de desabamento no bairro Jaqueline era irregular, diz PBH

Lucas Sanches
@sanches_07
07/12/2021 às 13:28.
Atualizado em 14/12/2021 às 00:36
 (Maurício Vieira/ Hoje em Dia)

(Maurício Vieira/ Hoje em Dia)

Um dos prédios envolvidos no desabamento que matou duas pessoas nesta terça-feira (7), no bairro Jaqueline, região Norte de BH, estava irregular. A informação foi confirmada pela prefeitura da capital já no fim da manhã.

Durante a madrugada, um prédio de quatro andares, que estava vazio, caiu sobre a estrutura ao lado, de três andares, onde estavam cinco vítimas. Um morador da mesma rua contou à reportagem do Hoje em Dia que o prédio maior foi o primeiro a cair.

Um bebê de um ano e oito meses e um homem de 35 anos não resistiram aos ferimentos e morreram. As outras três vítimas foram levadas ao Hospital Risoleta Neves. 

As duas estruturas que caíram eram particulares e não tinham registro de ocorrências. Entretanto, a informação da PBH é que "o imóvel situado na rua Gonçalo de Souza Barros, 103, no bairro Jaqueline, é irregular, ou seja, sem projeto aprovado ou baixa de construção".

Ao longo desta manhã, residências vizinhas também foram vistoriadas pela Defesa Civil. Três delas, segundo o órgão, são do mesmo núcleo familiar - sendo uma notificada para isolamento preventivo dos dormitórios, uma segunda localizada dentro da margem de segurança estabelecida pelo Corpo de Bombeiros e um terceiro barracão de alvenaria desocupado, que foi atingido por escombros e deve ser mantido isolado.

Um quarto imóvel foi atingido por desabamento parcial do muro de divisa. Ainda segundo a Defesa Civil, os responsáveis foram notificados a adotar medidas de mitigação, limpeza e reconstrução, além de não expor a vida ou a de terceiros a riscos.

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por