Quase 60% dos mineiros com mais de 12 anos já foram imunizados com as duas doses contra a Covid-19. O índice equivale a mais de 10 milhões de pessoas protegidas, segundo dados do Painel Vacinômetro. De acordo com o governo estadual, 490 mil moradores também entram no grupo por terem recebido a Janssen, de dose única.

Especialistas comemoram as taxas alcançadas com a campanha, mas pedem cautela porque o cronograma de vacinação ainda não acabou. "Esse número aproximado de 60% é muito bom para todos nós, precisamos celebrar a marca. Além disso, o Estado está cada vez mais próximo da cobertura completa em 80% da população, na chamada imunidade de rebanho", explica o presidente da Sociedade Mineira de Infectologia, Estevão Urbano.

O especialista também chama a atenção para a necessidade de se manter os cuidados frente às flexibilizações que estão sendo realizadas. "Em BH, por exemplo, vemos que a flexibilização não impactou nos números, mas o monitoramento segue necessário. Se o mesmo acontecer em todo o Estado, como mostram os indicadores, é de se comemorar", destaca o médico.

Importância da vacinação

Com o avanço da vacinação em Minas, também estão sendo direcionadas doses de reforço para idosos, pessoas com comorbidades e trabalhadores da Saúde, conforme estratégia do Ministério da Saúde. 

Diretora de Vigilância de Agravos Transmissíveis da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG), Marcela Ferraz diz que a prevenção e o controle do vírus só serão possíveis por meio da vacinação. "Pessoas que não completaram o esquema vacinal ficam mais vulneráveis à infecção pelo coronavírus, elevando tanto o risco individual quanto o coletivo, uma vez que além de correr o risco de adoecer a pessoa também contribui para a circulação do vírus, que pode infectar outras pessoas vulneráveis. Portanto, só com o esquema completo é possível reduzir a transmissão da doença e evitar a forma grave da doença", afirma.

Ainda segundo Marcela, a SES tem o objetivo de continuar acelerando o ritmo de vacinação no Estado. "Conforme as remessas de doses chegam, a secretaria organiza a logística de distribuição e repassa imediatamente às Unidades Regionais de Saúde para entrega aos municípios. Além disso, orientamos aos gestores municipais para realizarem busca ativa das pessoas que ainda não completaram o esquema vacinal e garantir que toda a população seja vacinada", explica.

Mesmo após a imunização, a recomendação da pasta é de manutenção dos cuidados sanitários, incluindo o uso de máscaras, higienização das mãos e distanciamento de aglomerações.

Leia mais:
Taxa de incidência da Covid-19 cai 35% em duas semanas em Minas
Zema confirma pagamento do 13º salário dos servidores de forma integral em Minas antes do Natal