Escolas e faculdades começam a suspender as aulas devido ao novo coronavírus. Nesse domindo (15), a Universidade Federal de Viçosa (UFV), o Centro Federal de Educação Tecnológica (Cefet) e a Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC Minas), além das unidades do Sistema Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) e do Serviço Social da Indústria (Sesi), decidiram interromper as aulas a partir desta segunda-feira (16). O governador Romeu Zema também publicou decreto criando o Comitê Gestor contra o vírus e estabeleceu recesso escolar na rede estadual de quarta-feira até o próximo domingo. Outras instituições de ensino, inclusive da rede privada, podem tomar a mesma medida nos próximos dias. Todas as instituições têm juntas cerca de 2 milhões de alunos matriculados.

A UFV informou nesse domingo que as atividades acadêmicas dos três campi – Viçosa, Florestal e Rio Paranaíba – serão completamente suspensas, assim como os concursos públicos agendados a partir desta segunda-feira. Apenas atividades técnico-administrativas estarão mantidas e serão constantemente avaliadas pela administração da UFV. A instituição informou que a decisão foi tomada por indicação do Comitê Operativo de Emergência da universidade – criado especialmente para avaliar situações que envolvam o novo coronavírus.

O Centro Federal de Educação Tecnológica em Minas Gerais (Cefet-MG) decidiu suspender as aulas presenciais em todos os seus campi por tempo indeterminado. A orientação é válida para os estudantes dos cursos técnicos, de graduação e de pós-graduação.

De acordo com a instituição, a decisão foi tomada após realização de uma reunião nesse domingo de um Comitê Gestor de Crise, constituído para elaborar plano de contingência e propor ações para o enfrentamento ao novo coronavírus.

A PUC Minas também decidiu suspender as aulas presenciais. “Entendendo a gravidade do momento, e consciente de sua responsabilidade em termos da contribuição para a imediata tentativa de controle da pandemia do coronavírus”, disse a nota da instituição de ensino. Os demais setores da universidade funcionarão sob regime de plantão e para atendimentos imprescindíveis.

Já as aulas do Sistema Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) e do ensino médio do Serviço Social da Indústria (Sesi) em Minas Gerais serão interrompidas a partir desta segunda. A medida, divulgada pela Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg), tem com objetivo evitar o contágio pelo novo coronavírus. As atividades dos clubes Sesi também serão suspesas até 31 de março.

“Estamos atentos e em contato direto e contínuo com o Ministério da Saúde e com a Secretaria de Estado de Saúde para que estejamos atualizados com todas as informações de prevenção e para que possamos apoiar a indústria e toda a sociedade mineira”, afirmou o presidente da Fiemg, Flávio Roscoe, no comunicado. 

Decreto

O decreto do governo de Minas prevê uma série de ações, entre elas o impedimento de retorno ao trabalho de servidores que estiveram em localidaes com alto índice de transmissão.Órgãos e entidades terão que fazer reuniões virtuais e o servidor que apresentar sintomas da doença fica dispensado de comparecer à unidade pericial. Haverá ainda a suspensão do recadastramento de inativos e pensionistas e os órgãos e entidades terão que implementar ações recomendas por órgãos de saúde. A rede estadual de ensino tem hoje 1,8 milhão de alunos matriculados.

A partir desta segunda também, a companhia aérea American Airlines suspende todas as rotas que opera entre o Brasil e os Estados Unidos, com retorno previsto para os dias 6 de maio e 3 de junho. Entre os serviços atingidos estão as ligações realizadas de Miami e Nova York para o Rio de Janeiro e São Paulo. Também foi suspensa a rota entre Dallas e a capital paulista. Os voos entre Miami e Manaus e entre Miami e Brasília foram as outras suspensões anunciadas pela companhia norte-americana. Ao todo, a empresa informou que reduzirá em até 75% seus voos internacionais. 

Esportes

Depois da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) suspender partidas das competições nacionais por tempo indeterminado por conta da propagação do coronavírus, a Federação Mineira de Futebol (FMF) emitiu um comunicado, informando a paralisação dos jogos do Campeonato Mineiro - Módulos I e II - a partir desta terça-feira (17).

Nesse domingo também, a Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) divulgou nota informando que na capital mineira não existe nenhum caso de coronavírus confirmado.