Após dois dias de greve dos rodoviários na capital mineira, trabalhadores da categoria de oito cidades da Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH) podem entrar em greve no próximo domingo (28).

Se a paralisação se confirmar, moradores dos municípios de Sabará, Santa Luzia, Lagoa Santa, Confins, Ribeirão das Neves, Pedro Leopoldo, Vespasiano e São José da Lapa serão afetados. A medida depende de um acordo entre os sindicatos dos trabalhadores e das empresas.

Segundo o secretário-geral do Sindicato dos Trabalhadores da Região Metropolitana de Belo Horizonte (STRRMBH), Webert de Paula Agostinho, em assembleia realizada nessa terça-feira (23) na sede do sindicato, em Ribeirão das Neves, os trabalhadores rejeitaram a proposta de ajuste salarial e de benefícios oferecida pelo sindicato das empresas. 

De acordo com ele, os empregadores propuseram um aumento salarial de 5% em janeiro e mais 4% em março e reajuste no vale-refeição também de 5% em janeiro e mais 4% em março, mas todas as ofertas foram recusadas. “Essa proposta não atende os anseios da categoria que está com o salário defasado”, declarou. 

Uma nova assembleia com o sindicato patronal está marcada para a próxima quinta-feira (25) e, caso nenhum acordo seja feito, os trabalhadores vão oficializar a greve anunciada.

Leia também:
Conduta das empresas de ônibus durante greve em BH será investigada; entenda
PBH estende funcionamento da Feira Hippie em uma hora durante o mês de dezembro