'Seu cabelo assusta': modelo denuncia homem após sofrer ofensas racistas em BH

Lucas Sanches
@sanches_07
11/10/2021 às 17:26.
Atualizado em 05/12/2021 às 06:02
 (Reprodução/Redes Sociais)

(Reprodução/Redes Sociais)

Cenas de ofensas racistas em Belo Horizonte ganharam as redes sociais nesse fim de semana. Em publicação no Instagram, a atriz, modelo e comunicadora Ludmila Cassemiro, de 21 anos, denunciou um homem que a abordou na rua para dizer que "o cabelo (dela) assusta". O caso aconteceu na tarde de sábado (9), no bairro Cachoeirinha, região Noroeste da capital.

No vídeo, que já beira as nove mil visualizações, a jovem conta que ia para a academia quando um homem chegou até ela e começou a fazer ofensas racistas. "O cara me parou e falou para mim que o meu cabelo incomodava, que fazia tempo que ele queria falar isso, que o meu cabelo assustava as pessoas. Ele disse que, como fotógrafo, tinha autoridade para falar sobre como eu uso ele", explicou.

Ludmila conseguiu filmar parte da conversa com o homem, que não pode ser identificado pelas imagens. Ele tenta contar sobre as pessoas que "já se assustaram" com o cabelo da jovem, mas ela o interrompe, chamando-o de racista. A modelo não permite a sequência do raciocício, e os dois se distanciam.

Após o registro, a vítima gravou um desabafo, relatando outras situações em que também foi discriminada. "Essa é uma situação recorrente nos nossos dias, não foi um caso isolado", afirma. "O que ocorre é que o nosso cabelo é lido como palpável de críticas, as pessoas se sentem no direito de marginalizar nossos direitos. Foram muitas as situações em que fui demitida ou impedida de ir a lugares pelo meu cabelo ou imagética".

No fim da publicação, Ludmila ainda reforça a luta para que situações como essa não aconteçam mais com ela ou qualquer outra pessoa que diariamente esteja sujeita ao racismo. Mesmo nervosa, a modelo reafirma que "vai resistir".

"Náo vou desistir de ter voz, lugar de fala, de exercer o meu trabalho social. Nosso cabelo não é estética, é um símbolo de resistência da nossa cultura. Enquanto ferirem a minha existência, eu vou resistir", finalizou.

Mensagens positivas

O vídeo em que Ludmila expõe a situação tem praticamente 300 comentários. Pouco tempo depois de ir ao ar, ele já tinha diversas mensagens de apoio, vindos de seguidores, fãs, e até pessoas públicas.

"Sua maravilhosa! Seu cabelo é tua coroa de beleza! Um forte abraço", escreveu um usuário. A rapper Tamara Franklin também se posicionou, afirmando que a jovem foi "muito corajosa, mesmo quando estava no direito de ser frágil e desmoronar, resistiu". A cantora ainda agradeceu pelo gesto. "Acolhi na sua resposta as vezes que eu não consegui revidar. Obrigada por isso. Acho que nunca é fácil passar por isso. Qlqr coisa liga nois rainha", finalizou.

A reportagem do Hoje em Dia procurou Ludmila para comentar o caso e aguarda resposta.

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por