Desaparecidos há 24 horas

Gerente de banco entrega dinheiro a bandidos, mas família feita refém não é libertada

Vanda Sampaio
vsampaio@hojeemdia.com
10/05/2022 às 19:49.
Atualizado em 10/05/2022 às 19:59
 (Prefeitura de Carbonita/ Divulgação)

(Prefeitura de Carbonita/ Divulgação)

Cerca de 30 policiais militares fazem buscas na zona rural de Carbonita, no Vale do Jequitinhonha, para localizar a esposa e o filho do gerente de uma agência bancária, sequestrados por bandidos há mais de 24 horas. 

Segundo militares que coordenam as buscas, os trabalhos não serão interrompidos à noite. Nesta terça-feira (10), durante todo o dia, um helicóptero sobrevoou a região à procura de locais suspeitos em que mãe e filho pudessem estar sendo mantidos reféns pelos bandidos. 

Segundo as investigações, a família foi capturada na segunda-feira (8), quando estava em casa. Parte da quadrilha levou a mulher e o filho do gerente para um endereço não informado, enquanto o funcionário do banco foi obrigado a se dirigir até a agência do Bradesco, por volta das 10 horas, desta terça (9), para sacar o dinheiro exigido pelos bandidos. 

Um segurança do banco informou à polícia que o gerente saiu rapidamente da agência carregando uma caixa. Ele entrou no próprio carro, um Renault Fluence branco, e seguiu para o trevo de Itamarandiba, na saída para Carbonita, com a promessa de que, ao entregar o valor do resgate exigido pelos criminosos, a família seria libertada.

A polícia militar acredita que a quadrilha tenha pelo menos oito pessoas. A PM pediu reforço para ajudar nas buscas. O gerente acompanha o trabalho da polícia. A PM não informou qual foi o valor entregue à quadrilha pelo gerente. 

A reportagem do Hoje em Dia procurou o Banco Bradesco que, até o fechamento da reportagem não tinha dado retorno.

Leia Mais

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por