Benefício

Quase nove mil taxistas de BH se cadastraram para receber auxílio do Governo Federal

Rodrigo de Oliveira
rsilva@hojeemdia.com.br
05/08/2022 às 20:20.
Atualizado em 05/08/2022 às 20:34

Cerca de 8,9 mil taxistas foram cadastrados para receber o Benefício Emergencial aos Motoristas de Táxis (BEm Taxista), de acordo com a Prefeitura de Belo Horizonte. O benefício, que será fornecido pelo Governo Federal, prevê o pagamento de até R$ 1 mil e será feito mensalmente a partir de 16 de agosto, quando os motoristas aprovados em uma primeira etapa receberão duas parcelas.

O valor dos próximos meses poderá ser ajustado dependendo do número de taxistas cadastrados, já que o programa possui limite de recursos de R$ 2 bilhões.

Paulo Alves dos Reis, de 72 anos, é taxista há 32 e já se cadastrou na PBH. "Caso eu seja aprovado, o valor vai ajudar muito no orçamento. A baixa no preço da gasolina já ajudou, mas ainda precisamos de um reforço para outros gastos, como o botijão de gás. Também sofremos muito no período da pandemia, quando as viagens diminuíram, e o auxílio cobriria uma parte destas perdas", disse.

O profissional também ressaltou a importância do valor para manter a "ferramenta de trabalho" em dia. "É importante dar manutenção no carro e trocar o veículo de tempos em tempos. Esse valor vai ajudar a pagar as prestações".

O prazo de cadastramento nas prefeituras terminou na última terça-feira (2). De acordo com o Ministério do Trabalho e Previdência, 301.505 motoristas foram cadastrados em todo o Brasil.

Entretanto, a pasta ressaltou que os dados ainda serão analisados pela Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência Social (Dataprev) para identificação dos profissionais elegíveis.

PEC Kamikaze
 O auxílio-taxista foi previsto pela chamada PEC Kamikaze, que decretou estado de emergência e aumentou as despesas do Governo Federal em R$ 41,25 bilhões, furando o previsto pelo teto de gastos.

Além da ajuda financeira aos taxistas, o governo também publicou uma portaria regulamentando o pagamento de benefício a caminhoneiros, que deve começar na próxima terça-feira (9) em seis parcelas mensais de R$ 1 mil.

Leia Mais

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por