Reclamações de consumidores aumentam na Black Friday e já se aproximam das 7 mil queixas, diz site

Bernardo Estillac
bernardo.leal@hojeemdia.com.br
26/11/2021 às 14:55.
Atualizado em 05/12/2021 às 06:20
 (Foto: Maurício Vieira/ Hoje em Dia)

(Foto: Maurício Vieira/ Hoje em Dia)

As reclamações de consumidores brasileiros sobre produtos e empresas nesta Black Friday aumentaram 20% em comparação ao mesmo período do ano passado. Levantamento realizado pelo site Reclame Aqui aponta que, entre 12h de quarta-feira (24) e 12h desta sexta (26), foram feitas 6.966 queixas.

As lojas online lideram o ranking de queixas, mas, de acordo com o Reclame Aqui, são empresas com boas reputações e histórico de resolução de problemas registrados no site.

As quatro líderes em reclamações são Americanas Marketplace, Amazon, Americanas (loja on-line) e Magazine Luiza (loja on-line). Juntas elas somam mais de mil queixas.

Atraso na entrega é a reclamação mais comum, causa de 20,94% dos relatos. Em seguida vem propaganda enganosa, com 16,48%; estorno do valor pago, com 8,93%; problemas na finalização da compra, com 5,7%; e produto errado, com 5,6%.

Os produtos ou serviços com maior presença nas reclamações são smartphones, que representa 8,6% das queixas; empresas de entrega, com 5,2%; tênis, com 4,36%; cartão de crédito, com 3,64%; e livros, com 2,6%.

Pesquisas e planejamento prévio são aliados do consumidor para evitar problemas durante a Black Friday. Órgãos como o Procon de Minas prepararam materiais para orientar as compras e aumentar a segurança das transações durante o período, veja.

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por