A Massa atleticana voltará ao Mineirão nesta terça-feira (28), às 21h30, para assistir ao segundo jogo da semifinal da Copa Libertadores entre Atlético e Palmeiras. O prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil, liberou, mais uma vez, a torcida dentro dos estádios, porém, com novos e mais rígidos protocolos de segurança.

Além do teste negativo para Covid-19, que já era obrigatório na primeira liberação, diante do River Plate, as novas medidas envolvem fechar o entorno do estádio e permitir a entrada de torcedores até uma hora antes do início da partida. E, desta vez, bebidas alcoólicas serão vendidas dentro do Gigante da Pampulha, para não gerar aglomeração externa. Serão ocupadas 30% das cadeiras do Mineirão, o equivalente a cerca de 18 mil torcedores.

Apesar dos avisos das autoridades, o infectologista Adelino Melo julga a porcentagem de torcedores no estádio alta. “Particularmente, acho que poderia ser uma fração menor, talvez 15%, 20% para testar e ter mais segurança na condução, na entrada e na saída do jogo e fazer com que todas medidas sejam tomadas com rigor”, afirma em entrevista ao Hoje em Dia

Atlético

Torcedores do Galo no jogo contra o River Plate, no Mineirão

Ele relembra que ainda há uma taxa de transmissão significativa na capital e que o cenário não é totalmente seguro. Por isso, o infectologista orienta aos que vão assistir ao jogo a usar máscara, de preferência com boa filtragem, como a N95 ou a PFF2. Principalmente nos corredores, nas áreas de acesso e escadas, onde a concentração de ar é limitada. “Nas áreas externas, é possível tirar a máscara se você estiver a 2 metros para comer ou beber”, ressalta.

Adelino também passa um lembrete: “Precisamos lembrar que estamos diante de uma variante mais transmissível e que tem maior capacidade de infecção. Higiene das mãos, álcool em gel e, é claro, evitar contato com pessoas próximas que não são do seu núcleo. Isso tudo permanece valendo”.

A Prefeitura de Belo Horizonte voltou atrás na decisão de abrir os jogos para o público após as partidas entre Atlético x River Plate, pela Libertadores, e o confronto entre Cruzeiro x Confiança, pela Série B. Ambos os jogos geraram grandes aglomerações e falta de cumprimento das normas.

Leia mais:
E se for 0 a 0? Galo tem 100% de aproveitamento em disputas de pênaltis em Libertadores
Aproveitamento em casa e apoio da torcida impulsionam Atlético por vaga na final da Libertadores
Em comunicado, Sérgio Coelho pede para que a Massa siga os protocolos no jogo desta terça