Na última quinta-feira (9), dois dias antes do jogo entre Cruzeiro e Ponte Preta, na Arena do Jacaré, a Prefeitura de Belo Horizonte liberou a presença de torcedores em jogos nos estádios da capital mineira. Situação que não alterou a programação da Raposa em atuar em Sete Lagoas, mas que não passou despercebida por Vanderlei Luxemburgo.

Após o triunfo por 1 a 0 sobre a Macaca, o treinador deu a entender que a decisão da PBH foi feita para “privilegiar o outro”, no caso, o Atlético.

"Futebol é cheio de artifícios e artimanhas que são colocadas em prática e subestimam a inteligência das pessoas. Essa liberação para torcedor no Mineirão, onde não havia tempo hábil para nós trocarmos o (local) do jogo, é estratégia, esperteza; uma série de coisas no futebol. Um procedimento que acontece corriqueiramente com inteligência”, afirmou.

“Entendo que a política entra no futebol e ajuda a fazer isso. Não tenho crítica a ninguém, cada um faz do jeito que tem que fazer, mas isso deveria ser colocado de fora. Ganha quem tem que ganhar, joga bem, joga mal... ‘Ah, liberaram na quinta-feira’. E aí? Que que adiantou? Quem vai ser privilegiado é outro (o Atlético), não nós (Cruzeiro). Vamos jogar aqui (na Arena do Jacaré), porque não se pode mudar (de estádio) antes de dez dias", completou.

Cruzeiro

6 a 1

Na mesma coletiva, ele reconheceu que talvez a Raposa não precise voltar ao Mineirão nesta Série B. E aproveitou para alfinetar o Atlético no comentário.

"Vamos ter tempo de recuperar o gramado. Uma conversa que vou ter com o presidente (Sérgio Santos Rodrigues). Liberaram o Mineirão para podermos jogar lá. E de repente aqui pode ser nossa casa em vez de ser o Mineirão. Até o 6 a 1 contra o Atlético (em 2011), quando o Cruzeiro não caiu, foi aqui (a casa do Cruzeiro). Então de repente vão liberar (torcedores), e não precisamos ir para lá (Mineirão). Uma discussão que tem que existir, as pessoas entenderem que não somos idiotas. Uma coisa bem pensada", disse.

Leia mais:
Invicto, Luxemburgo põe fé no acesso e dá o tom: 'não quero um time técnico, mas guerreiro'
Com a vitória sobre a Ponte Preta, Cruzeiro chega ao décimo jogo seguido sem derrota na Série B
Algoz estrelado: Bruno José garante as duas vitórias do Cruzeiro sobre a Ponte Preta nesta Série B