Em pronunciamento nesta sexta-feira (15), o presidente do Cruzeiro, Sérgio Santos Rodrigues, citou o arquirrival Atlético como um modelo de gestão que espera replicar no clube celeste. 

Numa reunião com empresários nessa manhã, o mandatário abriu as portas da Toca da Raposa para que os possíveis apoiadores participem da gestão do time. 

Sérgio Santos Rodrigues citou como referência a gestão do Atlético, em que os empresários Rubens Menin, Rafael Menin, Ricardo Guimarães e Renato Salvador formam o grupo apelidado de “4 Rs”. O quarteto apoia financeiramente o clube alvinegro, além de participar ativamente de decisões do dia a dia do departamento de futebol. 

“Citei o modelo que o presidente Sérgio Coelho (do Atlético) falou. Chamei esses empresários para participar de perto. Falei que podem indicar alguém na parte administrativa”, afirmou o dirigente cruzeirense.

Na mão de empresários

Numa tentativa de coletar recursos para arcar com as dívidas do Cruzeiro, Sérgio Santos Rodrigues admitiu a possibilidade de transferir o poder de decisões no clube aos empresários. 

“Convidei essas pessoas para que participem, para frequentar a Toca e participar das decisões. Se quiserem tomar as decisões, acompanho. Falei para ajudarem na escolha de diretor de futebol. Nosso convite hoje foi para isso”, destacou.

Nova reunião

Na manhã desta sexta-feira, conforme relatado pelo próprio presidente do Cruzeiro, Sérgio Santos Rodrigues se reuniu com três empresários para buscar recursos para o clube. Por conta do atraso de salários, os jogadores estão em greve.

Uma nova reunião está marcada para segunda-feira, com a participação de Pedro Lourenço, principal patrocinador do Cruzeiro. Ele não esteve no encontro desta sexta, uma vez que está em Portugal.

Enquanto esteve na Europa nesta semana, Sérgio Santos Rodrigues se reuniu com Pedro Lourenço. "É importante esclarecer que, ainda em Portugal, assentei com um cara que sempre ajudou o Cruzeiro, que é o Pedrinho. Batemos um papo. Ele falou que nunca vai abandonar o Cruzeiro e pediu para buscar outras pessoas”, relatou.

Leia mais:
Presidente do Cruzeiro se posiciona, mas não assegura fim de greve dos jogadores
Perda de pontos? Exclusão? O que pode acontecer se o Cruzeiro não entrar em campo contra o Avaí
Torcedores do Cruzeiro 'inundam' live do presidente com mensagens de 'fora, Sérgio'