Os belo-horizontinos devem continuar atentos para a possibilidade de chuva forte entre hoje (8) e amanhã (9). Segundo alerta emitido pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), o temporal pode ser superior a 60 mm por hora ou maior que 100 mm por dia. Os ventos podem ser superiores a 100 hm/h.

O comunicado é válido até às 12h de terça-feira. A previsão também é de chuva forte em outras cidades de Minas Gerais. O órgão alerta para grande risco de danos em edificações, corte de energia elétrica, queda de árvores, descargas elétricas, alagamentos, enxurradas e grandes transtornos no transporte rodoviário.

O aviso é reforçado pela Defesa Civil de BH, que aponta para a possibilidade de precipitações com volumes entre 20 a 30 milímetros até às 8h de terça. A chuva pode ser acompanhada de raios e rajadas de vento ocasionais em torno de 50 km/h. 

Até a manhã desta segunda-feira e em apenas oito dias, já choveu em Belo Horizonte mais do que o esperado para todo o mês de fevereiro. Nas regiões Centro-Sul e Noroeste, por exemplo, o volume de água da chuva já foi mais de 50% maior do que a média histórica do período, que é de 181,4 mm.

No domingo, a chuva que atingiu a capital mineira causou estragos em diversos bairros da cidade. Para esta semana, a intensidade das precipitações deve ser menor do que a registrada nos últimos dias, segundo previsão do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). Esta segunda será de céu nublado com possibilidade de precipitação na parte da tarde e à noite. A temperatura deve variar entre 16ºC e 23ºC, enquanto a umidade relativa do ar deve girar entre 80% e 95%.

Alerta de deslizamentos

A Defesa Civil também emitiu um comunicado na noite de domingo (7) chamando a atenção sobre risco geológico em todas as regionais de Belo Horizonte até terça-feira por conta do acúmulo de água. Recomenda-se atenção ao grau de saturação do solo e nos sinais construtivos.

Segundo o órgão, os moradores devem ficar atentos aos sinais de que os deslizamentos podem acontecer. Os principais são trincas nas paredes, água empoçando no quintal, portas e janelas emperrando, rachaduras no solo, água minando da base do barranco e inclinação de poste ou árvores. Veja:⠀⠀⠀
- Coloque calha no telhado da sua casa.
- Conserte vazamentos em reservatórios e caixas-d'água.
- Não jogue lixo ou entulho na encosta.
- Não despeje esgoto nos barrancos.
- Não faça queimadas.

Recomendações durante a chuva:

- Redobre a sua atenção! Evite áreas de inundação e não trafegue em ruas sujeitas a alagamentos ou perto de córregos e ribeirões nos momentos de forte chuva
- Não atravesse ruas alagadas nem deixe crianças brincando nas enxurradas e próximo a córregos
- Não se abrigue nem estacione veículos debaixo de árvores
- Atenção especial para áreas de encostas e morros
- Nunca se aproxime de cabos elétricos rompidos. Ligue imediatamente para CEMIG (116) ou Defesa Civil (199)
- Se notar rachaduras nas paredes das casas ou o surgimento de fendas, depressões ou minas d’água no terreno, avise imediatamente a Defesa Civil
- Em caso de raios, não permaneça em áreas abertas nem use equipamentos elétricos.

Veja o acumulado de chuvas até as 11h de hoje:

Barreiro: 208,6 (115,0%)
Centro Sul: 286,8 (158,1%)
Leste: 219,6 (121,1%)
Nordeste: 250,0 (137,8%)
Noroeste: 305,2 (168,2%)
Norte: 209,0 (115,2%)
Oeste: 208,0 (114,7%)
Pampulha: 226,4 (124,8%)
Venda Nova: 250,6 (138,1%)

Leia mais:
Já choveu em BH mais do que o esperado para todo o mês de fevereiro; veja o acumulado
Chuvas fortes deixam 20 desalojados e causam alagamentos em Contagem, na Grande BH
Bombeiros atenderam 56 chamados de salvamento em áreas alagadas neste fim de semana na Grande BH