Por conta das fortes chuvas que atingiram a Região Metropolitana de Belo Horizonte neste fim de semana, o Corpo de Bombeiros foi acionado 56 vezes para resgatar pessoas ilhadas, em áreas de inundação, alagadas ou em enxurradas. Os dados foram computados entre as 18h de sexta-feira (5) e as 6h desta segunda (8).

Do total, 12 chamados são considerados de menor risco, mas necessitam da presença dos militares pois pode haver a necessidade de remoção de idosos ou pessoas com pouca mobilidade. Foram três pedidos de vistoria em imóveis com risco de alagamento.

Outras cinco vezes a corporação foi comunicada sobre desabamento, desmoronamento ou colapso de estruturas. No entanto, nenhuma vítima foi registrada. Foram quatro vistorias em ocorrências dessa natureza. 

Os bombeiros ainda foram acionados para salvar uma pessoa vítima de um deslizamento de terra. Não houve necessidade de realizar buscas com cães e nenhuma vistoria para evitar possíveis soterramentos precisou ser feita.

Quedas de árvores

O Corpo de Bombeiros também divulgou um balanço do número de ocorrências relacionadas à quedas de árvores na Grande BH durante o mês de fevereiro. Foram 70 chamadas para o corte de árvore com risco iminente de queda; 198 para espécimes caídos em via pública; 26 sobre imóveis/residências e 160 pedidos de vistoria.

Leia mais:

Prédio de quatro andares em construção desaba na Serra e deixa 30 pessoas desalojadas
Após serem atingidos por enchente, moradores do entorno da Estação São Gabriel fecham a Via 240
Tempo chuvoso deve continuar em BH ao longo da semana, mas com menor intensidade; veja a previsão