Corpos de Marília Mendonça, do tio e do produtor são liberados do IML de Caratinga neste sábado

Clara Mariz
@clara_mariz
06/11/2021 às 10:30.
Atualizado em 05/12/2021 às 06:12
 (Divulgação/CBMMG)

(Divulgação/CBMMG)

O corpo da cantora Marília Mendonça, do tio e assessor, Abicieli Silveira Dias Filho, e do produtor, Henrique Ribeiro, foram liberados do Instituto Médico Legal de Caratinga, no Vale do Rio Doce, em Minas Gerais, na manhã desta sábado (6). As vítimas morreram após a queda do avião em que estavam, nesta sexta-feira (5), na zona rural de Piedade de Caratinga, também no Vale do Rio Doce. 

De acordo com a Polícia Civil, os corpos do piloto Geraldo Martins de Medeiros e do co-piloto Tarciso Pessoa Viana, ainda não foram liberados para o sepultamento. A corporação informou, também, que está fazendo a escolta das vítimas, que seguem para a cidade de Goiânia, Goiás, no caso da cantora e do tio, e para Salvador, Bahia, no caso do produtor. 

O velório da rainha da sofrência acontece neste sábado, no ginásio Arena Goiânia, a partir das 13h, e será aberto ao público. A assessoria da cantora informou que o sepultamento contará com a presença apenas da família. 

Tragédia

Na tarde desta sexta-feira (5), o avião que transportava Marília Mendonça caiu em uma cachoeira, na zona rural de Piedade de Caratinga.  A aeronave decolou de Goiânia e seguia para Caratinga, cidade também no Vale do Rio Doce, onde a artista faria um show na noite da sexta. Todos que estavam na aeronava morrreram. O resgate das vítimas demorou cerca de três horas, já que o avião estava em uma área de difícil acesso. Equipes do Samu, bombeiros militares e policiais atuaram na retirada dos corpos. Divulgação/CBMMG / N/A

De acordo com o tenente Pedro Aihara, porta-voz do Corpo de Bombeiros de Minas, os ocupantes estavam presos entre as ferragens. Os primeiros a serem resgatados foram os passageiros, já  que o piloto e o co-piloto estavam em áreas mais difíceis.

A Seripa, órgão ligado à Força Aérea Brasileira responsável pela investigação de acidentes aéreos, informou que irá apurar as causas do acidente. Os investigadores do Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos virão do Rio de Janeiro na manhã deste sábado (6) para dar início ao trabalho de perícia da aeronave e avaliação das condições de voo. Segundo a Cemig, a aeronave atingiu um cabo de alta tensão da companhia momentos antes da queda.

A artista estava em um bimotor Beech Aircraft, da PEC Táxi Aéreo, de Goiás, prefixo PT-ONJ, com capacidade para seis passageiros. Segundo informações da Anac, o avião estava em situação regular.

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por