A imagem de Santa Dulce dos Pobres, primeira santa brasileira canonizada, foi apresentada aos fiéis de Belo Horizonte, na manhã neste domingo (3). A celebração reuniu dezenas de pessoas durante missa celebrada na Catedral Cristo Rei pelo Arcebispo Metropolitano de Belo Horizonte, dom Walmor Oliveira de Azevedo.

Ainda neste domingo, às 19h30, Dom Walmor levará a santa à Paróquia Santa Dulce dos Pobres, na Vila Cafezal, no Aglomerado da Serra, região Centro-Sul da capital. A santa baiana é padroeira da igreja. 

Missa Catedral Cristo Rei

Fiéis acompanharam celebração de Dom Walmor, que apresentou a imagem da santa brasileira

"É uma emoção e, sobretudo, sela um compromisso de olharmos essa figura admirável que era Irmã Dulce. Nos tempos em que estamos vivendo, para quem crê, para o cidadão, ela significa muito. Se nós seguirmos essa lição da Irmã Dulce, vamos mudar a sociedade brasileira para ser uma sociedade mais justa e solidária. É o que precisamos, que ela nos inspire, nos proteja a todos nós", afirmou dom Walmor aos fiéis presentes. 

O religioso, que também é baiano e conheceu Santa Dulce em 1982, quando ainda era seminarista, falou da emoção de ter sido recebido por ela. "Indo para uma missão no Piauí, passamos em Salvador e fomos recebidos por ela, que estava fisicamente muito debilitada, mas marcou muito nossos corações. É um grande privilégio conhecer uma santa, a primeira santa brasileira", acrescentou.

Canonização

O Papa Francisco canonizou irmã Dulce no última 13, no Vaticano, Itália. Santa Dulce dos Pobres, como agora será chamada, teve o processo de santificação concluído em 27 anos, o terceiro mais rápido da história da Igreja Católica. A baiana é primeira santa brasileira.

Campanha do Cimento

Nesta segunda-feira (4), a obra da Catedral Cristo Rei, no Bairro Juliana, na Região Norte de BH, completa seis anos. Haverá uma missa com Dom Walmor. "Essa construção é de todos e só será possível concluí-la com a participação efetiva e o apoio de todos. Todas as pessoas são convidadas a dar um, dois, três sacos de cimento que puderem para que nós comecemos a grande cúpula, que é a tenda da base que será o templo. Portanto, um momento de participação, de beleza e de exercício de solidariedade tão importante pra nós no tempo em que vivemos. Um compromisso de fé e de cidadão", colocou o arcebispo de BH. 

Dom Walmor é presidente da Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), que lançou a Campanha do Cimento, pedindo a contribuição dos fiéis para construir a cúpula da Catedral Cristo Rei.

Catedral Cristo Rei

Catedral está sendo construída no bairro Juliana, região Norte de Belo Horizonte

Leia mais:

Imagem em bronze de Santa Dulce dos Pobres, na Bahia, é obra de artista mineira

Fiéis celebram canonização de padroeira Irmã Dulce, primeira santa brasileira