Seis integrantes da torcida organizada Máfia Azul, suspeitos de participar de uma emboscada contra atleticanos, tiveram a prisão em flagrante convertida em prisão preventiva. A informação foi confirmada pela Polícia Civil nessa terça-feira (30).

No domingo (28), o grupo cercou um ônibus do Move em que estavam torcedores do Atlético, voltando do Mineirão. Eles depredaram a lataria e jogaram coqueteis Molotov dentro do veículo. Um jovem de 20 anos não resistiu aos ferimentos e teve a morte cerebral confirmada na segunda-feira (29).

De acordo com a PC, os suspeitos, que têm entre 20 e 26 anos, foram autuados por associação criminosa, homicídio tentado e consumado. Com a prisão preventiva, eles ficarão detidos por tempo indeterminado, enquanto a corporação segue com o trabalho de investigações.

Também na segunda, a Federação Mineira de Futebol (FMF) acietou pedido do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) para banimento da torcida Máfia Azul dos estádios. Durante seis meses, torcedores membros do grupo estão proibidos de entrar em qualquer estádio brasileiro e não poderão circular em um raio de 5 km do local das partidas.

Leia mais:
BH libera presença de torcida visitante em jogos de futebol
Chuva em BH segue sem trégua até o fim de semana; veja previsão