Justiça mantém decisão de 60% das frotas de ônibus circulando em BH durante a greve dos motoristas

Clara Mariz
@clara_mariz
01/12/2021 às 22:23.
Atualizado em 08/12/2021 às 01:11
 (Maurício Vieira/Hoje em Dia)

(Maurício Vieira/Hoje em Dia)

O Terceiro Tribunal Regional do Trabalho (TRT-3) decidiu na noite desta quarta-feira (1º) manter a decisão anterior de que 60% das viagens de ônibus de Belo Horizonte aconteçam durante a greve de motoristas, que começa nesta quinta-feira (2). Mais cedo, o Sindicato das Empresas do Transporte Coletivo da capital enviou um requerimento pedindo ao TRT que aumentasse o índice para 100% durante os horários de pico. 

Em sua decisão, o desembargador Fernando Rios Neto afirmou que caso qualquer uma das partes desobedeça a Ordem Judicial, ou dificulte o seu cumprimento, será aplicada uma multa diária no valor de R$ 50 mil.

De acordo com o texto emitido pelo tribunal, o Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários de BH (STTR-BH) não vai poder promover qualquer ato que possa, mesmo que indiretamente, colocar em risco a integridade física e moral dos profissionais que queiram trabalhar durante o período da greve. Além disso, os motoristas que aderirem à paralisação das atividades não poderão impedir a entrada e saída de colegas e veículos das garagens.

Em entrevista ao Hoje em Dia, na tarde desta quarta-feira, o presidente do STTR-BH, Paulo César Salomão, já havia afirmado que a antiga decisão do TRT-3, com frota mínima de 60%, seria respeitada. Porém, na última paralisação, nos dias 22 e 23 de novembro, o número de ônibus circulando na capital não chegou à quantidade estabelecida pela Justiça.

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por