Pacientes com suspeita de coronavírus em Belo Horizonte e região metropolitana podem realizar, na rede privada, exame para detecção do coronavírus, o Codvid-19. Em Belo Horizonte, o serviço será oferecido pelo Hermes Pardini, a partir de quarta-feira (4). Mas não é qualquer pessoa que pode fazer o teste que acusa ou descarta a doença. De acordo com o Hermes Pardini, apenas pacientes com suspeita de contaminação e pedido médico podem contratar o serviço.

Com a solicitação do médico, o paciente pode agendar o teste, via WhastApp, tanto no hospital quanto em casa. O atendimento em domicílio é feito, segundo o laboratório, por uma equipe altamente capacitada, treinada e paramentada, com a devida segurança tanto para o paciente como para o profissional que realizará a coleta.

O exame tem custo de R$ 180 e o resultado sai em dois dias. O paciente que estiver de quarentena em casa também terá que desembolsar um valor de R$ 48 pelo deslocamento da equipe. Além de Belo Horizonte, o serviço também abrange os municípios da região metropolitana. Para fazer o agendamento, basta ligar no número 3228-6200.

Hermes Pardini compra novo laboratório
Teste custa R$ 180 no Hermes Pardini, mas só é realizado com pedido médico

“Nosso objetivo é sempre facilitar o acesso, obedecendo às normas de biossegurança”, destaca o vice-presidente da empresa, Alessandro Ferreira. 

São Paulo e Goiás também contam o serviço. Nos dois estados, o serviço poderá ser agendado, a partir de segunda-feira (9), pelos números (11) 2799-9311 e (62) 3221-9000, respectivamente.

Clique aqui e saiba como se proteger do coronavírus

Doença

O coronavírus tem dois casos confirmados no Brasil - ambos de moradores de São Paulo. De acordo com balanço divulgado na segunda-feira (2) pelo Ministério da Saúde, o país investiga 433 casos suspeitos da doença. Deste total, 48 estão em Minas Gerais, sendo 19 em Belo Horizonte.

Leia mais:
BC dos EUA corta juros emergencialmente devido ao coronavírus
Preços de máscaras e álcool em gel disparam em BH por causa do coronavírus; saiba como denunciar
Número de infectados por novo coronavírus na China ultrapassa 80 mil