Professores da rede privada de ensino e pais de alunos realizaram uma carreata na manhã deste sábado (21), em Belo Horizonte, em defesa da volta às aulas presenciais. O grupo seguiu para a porta da prefeitura, onde protestou. Desde março, devido à pandemia do novo coronavírus, o aprendizado presencial nas instituições está suspenso na cidade.

A manifestação, que ocorre dias após a administração municipal divulgar um protocolo com normas para a retomada das aulas nas escolas de ensino fundamental, médio e nas universidades, iniciou com uma concentração na Praça do Papa, localizada na avenida Agulhas Negras, no bairro Mangabeiras, região Centro-Sul da metrópole. De lá, eles seguiram em direção à Afonso Pena até a prefeitura.

Manifestantes seguravam cartazes com dizeres como “nossa luta é pela educação”, “lugar de criança é na escola” e “pela retomada facultativa das aulas presenciais, para quem quer, para quem pode, para quem precisa”.

Durante a manifestação, uma das organizadoras do evento, a professora Ana Paula Lamaxi, questionou sobre quais seriam as prioridades, contestando a abertura de bares na cidade. “Queremos um retorno seguro. Bares já foram abertos, quais são as prioridades? Precisamos entender que as crianças precisam de educação. Precisamos também da paralisação das aulas remotas, há nove meses as crianças estão expostas às telas”, afirmou.

Questionamentos sobre onde ficariam as crianças caso os pais já tenham retomado os trabalhos também foram feitos pela docente, que finalizou pedindo apoio dos moradores da capital. “Contamos com a população, juntos somos mais fortes. Vamos nos unir, a educação é um serviço de primeira necessidade”, concluiu.

Contrapartida

Na sexta-feira (20), o professor e diretor do Sindicato dos Professores do Estado de Minas Gerais (Sinpro-MG), Matheus Freitas, pediu cautela. O número crescente de casos do novo coronavírus é considerado como motivo para que não se arrisque uma possível volta das aulas presenciais antes da vacina.  “Eles têm esse direito, mas nós estamos preocupados, principalmente com a pandemia crescendo dessa maneira. Não tem a menor condição de liberar dessa forma. Claro que é prejudicial, eu sou professor e queria dar aula presencial. Mas não tem como, sem a vacina não há a menor condição. Eu não me arriscaria”, argumentou. 

Em relação aos números, o boletim epidemiológico, divulgado nesta sexta-feira (20), mostra que a capital mineira registrou 52.352 casos confirmados pela doença desde o início da pandemia, 271 a mais do que no dia anterior. Também foram contabilizadas 1.610 mortes pela Covid até o momento, 13 a mais do que na quinta-feira (19). Há ainda 95 óbitos sendo investigados.

Protocolo para retomada das aulas

De acordo com o documento, no caso da educação infantil e ensinos fundamental e médio, deverá ser respeitado o máximo de 12 alunos por sala, com distanciamento de dois metros. As turmas deverão ser divididas em subgrupos e os dias, horários e turnos deverão ser escalonados. O protocolo também recomenda a realização de aulas em ambientes ao ar livre.

Alunos, professores e funcionários deverão utilizar máscaras durante todo o tempo. Para aqueles que chegarem sem a proteção, a escola deverá disponibilizar o item. Para a higienização, deverão ser instaladas pias para cada grupo de 15 alunos, com distanciamento de um metro entre cada uma ou possuir divisórias de acrílico. Todo o material utilizado na escola também deve permanecer na instituição.

O protocolo recomenda desinfecção das salas de aula e os demais ambientes após o fim de cada turno. Sempre que necessário, detergente e sanitizantes devem ser aplicados nos espaços. Não será permitido bebedouro de jato inclinado e os equipamentos deverão ser instalados apenas para coleta em garrafas individuais.

O documento completo pode ser consultado no link.

Leia mais:
Pais e professores pedem volta às aulas presenciais durante carreata em BH neste sábado
Minas passa de 9,7 mil mortes por Covid-19; casos confirmados já são mais de 395 mil
Duas regiões mineiras passam a permitir apenas serviços essenciais a partir deste sábado