Com a alteração do protocolo sanitário das escolas de Belo Horizonte, que autoriza 100% dos alunos em ensino presencial, não há mais distanciamento mínimo de um metro entre os estudantes. As mudanças foram publicadas nesta quarta-feira (6) no Diário Oficial do Município (DOM). 

As novas regras determinam que cada turma passa a ser uma bolha, que deverá manter o distanciamento com as demais salas. Também será permitido o uso do ar condicionado, da sala dos professores e a realização de eventos escolares.  

Nos demais espaços dos colégios, deverá ser respeitada a distância de um metro entre as pessoas, como no refeitório e em filas. A decisão de modificar o protocolo, segundo a PBH, foi baseada na estabilidade dos indicadores epidemiológicos e assistenciais na capital.

De acordo com a nova portaria, válida a partir de 18 de outubro, deverão ser seguidas as seguintes regras:

  • Será permitida a ocupação de 100% das turmas presencialmente
  • Cada turma passa a ser uma bolha, que deverá manter o distanciamento com os alunos das demais salas
  • Permissão de uso de ar condicionado, com padronização de regras
  • Permissão para uso da sala de professores, respeitando-se as regras de distanciamento de um metro entre as pessoas
  • Permissão para realização de eventos escolares, respeitando as regras estabelecidas em protocolos para eventos semelhantes
  • Fim da proibição de atividades desportivas de contato e a escovação de dentes
  • Liberação dos parquinhos, atualmente restrito às crianças de 3 a 8 anos, para as demais idades
  • Fim da obrigatoriedade de quarentena para os livros devolvidos à biblioteca
  • Fim da obrigatoriedade de horário fixo por turma para uso do banheiro

Leia mais:

Kalil sanciona auxílio emergencial de até R$ 1,2 mil para BH; veja quem pode receber
Nova flexibilização aumenta capacidade de atendimento do comércio de BH; confira regras