Arrependido

'Fui covarde', diz tatuador que matou a ex-namorada com 10 facadas em BH

Clara Mariz
@clara_mariz
05/08/2022 às 10:58.
Atualizado em 05/08/2022 às 11:54
 (Lucas Prates / Hoje em Dia)

(Lucas Prates / Hoje em Dia)

O tatuador Thales Thomás do Vale, de 29 anos, disse que se arrependeu de ter assassinado a namorada Emily Luiza Ferretti Fernandes, 25, com dez facadas, na quinta-feira (4), após uma briga na casa dela, na Barreiro. Ele foi preso em um motel no bairro Cinquentenário, na região Oeste de Belo Horizonte, nesta sexta-feira (5).

No momento em que era colocado em uma viatura da Polícia Militar, se limitou a dizer: "Fui covarde". Ao ser questionado se estava arrependido, respondeu: "Tô".

Thales foi localizado pela PM em um motel rua Úrsula Paulino, após ser reconhecido por uma atendente do estabelecimento, que acionou a corporação.

De acordo com o subtenente Antônio Honorato, do 5º Batalhão, o tatuador, preso em flagrante, reagiu à abordagem dos militares. "Foi uma abordagem surpresa e, no momento em que era algemado, tentou reagir, sendo necessário a utilização de força moderada pelos policiais", disse o policial.

Aos militares, Thales afirmou que não premeditou o crime e que esteve com Emily na noite anterior. "Ele disse que estavam na casa dele, que tiveram uma discussão por ciúmes e depois Emily foi embora", contou o militar. 

O tatuador negou que teria premeditado o crime. "Ele confessou o crime, ma que não teria planejado nada, que foi na casa dela para tentar reatar o namoro", explicou o subtenente. 

(Lucas Prates / Hoje em Dia)

(Lucas Prates / Hoje em Dia)

No motel em que Thales foi preso, os militares encontraram um tênis sujo de sangue e uma pequena porção de maconha. A faca que teria sido usada na ação ainda não foi encontrada.

Relembre o caso

Emilly Luiza Ferrete Fernandes, estava em casa com a mãe e o irmão adolescente, quando o ex-namorado pulou o muro da residência no bairro Cardoso, na região do Barreiro, em BH, na quinta-feira (4). Ela foi atingida com mais de dez facadas, sendo que uma delas foi desferida contra a cabeça da jovem, chegando a perfurar o crânio. 

A garota chegou a ser socorrida, mas não resistiu aos ferimentos e morreu antes de chegar ao hospital. O irmão dela também ficou ferido. Após o crime, Thales Thomás do Vale fugiu.

De acordo com a mãe da vítima, o homem não aceitava o fim do namoro. Em depoimento à Polícia Militar, a mulher contou que o suspeito chegou a divulgar fotos íntimas de Emily nas redes sociais para chantageá-la a reatar o relacionamento.

Thales é tatuador, morava nos Estados Unidos e estava na capital mineira para fazer um curso. Eles se relacionavam há um ano.

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por