O motorista do caminhão envolvido no acidente que terminou com a morte de uma mulher de 59 anos nessa segunda-feira (19) foi preso e não terá direito à fiança. Segundo informações da assessoria do Departamento de Trânsito de Minas Gerais (Detran), o delegado Ângelo Ramalho abriu um inquérito para investigar o caso e autuou o condutor de 57 anos por homicídio com dolo eventual, determinando a sua prisão em flagrante.

Homicídio com dolo eventual é quando se assume o risco de matar, mesmo que não haja intenção. A pena para este crime vai de 6 meses a 20 anos de prisão. Segundo a Secretaria de Estado de Administração Prisional, o homem deu entrada no Centro de Remanejamento do Sistema Prisional (Ceresp) Gameleira na manhã desta terça-feira (20). 

Mas nesta quarta (21) haverá uma audiência de custódia para avaliar o requisito para prisão preventiva. A advogada do motorista, Tamita Rodrigues, avalia que a prisão é injusta. "O que aconteceu foi uma fatalidade, um acidente, não é caso de prisão. Isso deveria ser melhor apurado antes de se determinar a prisão", explica. 

Ainda conforme a assessoria do Detran, o inquérito está em andamento para reunir testemunhas, realizar as oitivas e finalizar o laudo pericial. 

O acidente

Na manhã dessa segunda-feira, o caminhão estava na rua Professor Aníbal de Matos, no bairro Santo Antônio, onde é proibido o tráfego de caminhões, para retirar uma caçamba da via. No momento em que o caminhão içou a caçamba, a parte dianteira do veículo ficou suspensa, fazendo com que ele perdesse a aderência com o solo. 

Com isso, o condutor perdeu o controle da direção e o caminhão ficou desgovernado, descendo a rua em alta velocidade. No trajeto, ele chegou a bater na escadaria de um prédio e arrastou um carro estacionado no local, que acabou ficando embaixo do caminhão, sendo completamente esmagado. No veículo, um Honda WRV vinho, estava a psicóloga Ivanilda José Basílio Felisberto, de 59 anos, que morreu. Ela deixou um filho de 30 anos. 

Outro veículo, um Palio, também foi atingido pelo caminhão e teve a traseira danificada. No entanto, o motorista do carro conseguiu sair correndo a tempo de escapar. O caminhão só parou quando bateu em uma árvore, momento em que o condutor pulou para fora do veículo. Ele não ficou ferido. 

Leia mais:

Polícia flagra sete caminhões por dia em locais proibidos em BH
Vídeo mostra momento em que caminhão desgovernado arrasta carros no bairro Santo Antônio; assista
Caminhão que matou mulher no Santo Antônio não tinha autorização especial para trafegar pelo local
Última postagem no Facebook de vítima de caminhão desgovernado falava sobre vida após a morte
Rua onde veículo desgovernado matou mulher em BH tem trânsito proibido para caminhões