O número de mortos nas rodovias que cortam Minas Gerais durante o feriadão da Proclamação da República, entre a quinta-feira (14) e o domingo (17), subiu para 33 nesta terça-feira (19), após a Polícia Militar Rodoviária (PMRv) divulgar o balanço final de ocorrências nas rodovias estaduais. Somente nas estradas sob responsabilidade da PMRv, 11 pessoas morreram. 

De acordo com a corporação, os números, porém, foram positivos. Houve redução de 45% das mortes em comparação com o mesmo feriado de 2018, quando 20 pessoas perderam a vida. Além disso, foi registrada uma queda de 44% nos acidentes de trânsito, com e sem vítima, sendo 115 e 85 registros respectivamente. Em 2018 os números eram de 205 acidentes com vítima e 152 sem ninguém ferido ou morto. 

Acidente
Na BR-262, cinco jovens jogadores de um time de futsal morreram a caminho de uma partida

Em contrapartida, em 2019 o número total de vítimas (rodovias federais e estaduais) teve um aumento de 10%, já que no ano passado foram 30 mortes e, neste ano, chegamos a 33.

Nas rodovias federais, segundo o balanço da Polícia Rodoviária Federal (PRF), mesmo mais curto em número de dias se comparado com o do ano passado, o feriadão registrou um aumento na quantidade de acidentes, que subiram de 123, em 2018, para 147, neste ano. E de mortos, passando de nove para 22. Duzentas pessoas ficaram feridas. 

Segundo a corporação, a combinação de chuva nas estradas com as falhas humanas (imprudência, imperícia e negligência) explica o grande aumento nas estatísticas, com oito colisões (sendo cinco frontais), capotamentos e atropelamentos.

Acidentes

O último acidente aconteceu por volta das 14h de domingo (17), na MG-434, em Itabira, na região Central do Estado. O motorista de um Punto morreu após o carro em que estava bater em outros dois veículos de passeio e um caminhão. Doze pessoas ficaram feridas na colisão. Uma delas, em estado grave, foi levada para o Hospital de Pronto-Socorro João XXIII, em Belo Horizonte, pelo helicóptero da Polícia Militar.

Na tarde deste domingo, um motociclista também morreu após peder o controle da direção de uma XT 600 e bater na mureta de proteção na BR-381, altura de São Sebastião de Bela Vista, no Sul de Minas. O veículo partiu ao meio.

Já na BR-262, próximo à Campos Altos, no Triângulo Mineiro, uma batida entre um ônibus de viagem e um veículo de passeio deixou cinco mortos e marcou a tarde de sábado (16). As vítimas estavam no carro. Os 35 passageiros do ônibus tiveram ferimentos leves.

Outro acidente no fim da tarde de sábado foi o capotamento de um veículo na BR-040, altura do bairro Jardim Canadá, em Nova Lima, Região Metropolitana de Belo Horizonte, que deixou quatro pessoas feridas. 

No mesmo dia, durante a manhã, ainda na BR-040, houve uma batida entre um Volkswagen Santana e um carreta Volvo, na altura do KM 358 da rodovia, em Felixlândia, região Central de Minas. Um dos ocupantes do carro de passeio morreu no local e o outro foi socorrido para o Hospital de Curvelo em estado grave. 

Já na BR-381, altura do bairro Borba Gato, em Santa Luzia, uma batida entre um carro e uma carreta deixou uma pessoa morta. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o acidente aconteceu no sentido Espírito Santo, altura do KM 451, próximo à ponte do rio das Velhas.

Na sexta-feira (15), logo pela manhã, um acidente envolvendo um caminhão e um carro na BR-381, na altura do KM 362, em João Monlevade, região Central do Estado, deixou três feridos. 

Na MG-010, em São Sebastião do Campinho, distrito de Jaboticatubas, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, uma adolescente de 15 anos morreu após o carro em que estava capotar e cair de uma ribanceira. 

Na BR-265, outro acidente deixou dois mortos e quatro pessoas feridas. A colisão acontece perto de Barbacena, também na região Central do Estado, quando dois carros que seguiam em direções opostas bateram de frente na altura do KM 209. Com o forte impacto da colisão, um dos carros capotou e foi parar fora da pista. Um bebê de 11 meses que estava na cadeirinha de segurança em um dos carros conseguiu sobreviver sem ferimentos. 

No mesmo dia, outro acidente aconteceu na BR-381, desta vez no Sul de Minas, perto do trevo de Pouso Alegre. Um carro, que teria aquaplanado, acabou caindo de um viaduto na altura do KM 857. Três pessoas da mesma família que estavam dentro do veículo morreram e um bebê foi socorrido em estado grave. 

Na BR-262, em Pará de Minas, o motorista de um carro perdeu o controle da direção no KM 385 e o veículo acabou indo parar fora da pista. Quando a ambulância de resgate chegou para atender a ocorrência, um outro motorista que passava por ali também perdeu o controle da direção e acabou atingindo o primeiro veículo acidentado e a ambulância. O socorrista que fazia o atendimento acabou sendo atropelado e morreu. O motorista do veículo que estava sendo atendido teve ferimentos leves e foi levado para um hospital de Pará de Minas. Outros dois ocupantes do carro não se feriram, assim como o motorista que atingiu os dois veículos.  

Já na quinta-feira (14), duas pessoas morreram e outras duas ficaram feridas em um acidente envolvendo um carro de passeio e um caminhão que transportava produtos alimentícios. A batida aconteceu na BR-267, próximo ao município de Bom Jardim de Minas, no Sul do Estado.

Leia mais:
Ônibus é atingido por trem em Betim e duas pessoas ficam feridas; veja vídeo
Acidente com três carretas deixa um morto e pista parcialmente interditada na BR-040, em Congonhas
Após três dias dentro de cratera no Santa Mônica, carro será removido pela PBH
Feriadão da Proclamação da República é o mais violento do ano, com 22 mortes nas estradas de Minas